PUBLICIDADE

Topo

Beleza

Produtos contra 'mascne' e mais: 5 tendências de beleza pós-pandemia

Período de isolamento influenciou hábitos de beleza - iStock
Período de isolamento influenciou hábitos de beleza Imagem: iStock

Karina Hollo

Colaboração para Universa

18/10/2021 04h00

Depois de mais de um ano e meio buscando a sanidade mental mergulhadas em rituais de skincare, percebemos agora que algumas tendências vieram para ficar. A clean beauty é uma delas —afinal, está todo mundo muito mais atento ao que tira e devolve ao planeta, nossa casa.

Além disso, também tivemos de aprender a lidar com a chamada "mascne", acne causada pelo uso da máscara de proteção no pós-pandemia. O período de isolamento influenciou também outros hábitos de beleza. Saiba quais são eles a seguir.

1. Produtos contra 'mascne'

Ainda vai um tempinho para a gente poder voltar a andar por aí livre, leve e sem máscara. Mas atire o primeiro equipamento de proteção quem não sofreu com irritação na pele por causa do seu uso contínuo. "É comum o surgimento e o agravamento da acne pois, além de ressecarem a pele, as máscaras também podem causar a obstrução dos poros", alerta a dermatologista Paola Pomerantzeff, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Como lidar?

Apostando em uma rotina de skincare, com produtos indicados ao seu tipo de pele, e evitar usar make por baixo da máscara. "É importante fazer a higienização da pele com sabonetes específicos e escolher produtos mais suaves, sem se esquecer de hidratar depois", diz Paola.

Máscara - iStock - iStock
Uso da máscara pode causar acne
Imagem: iStock

2. Clean beauty: a beleza limpa

Saúde virou prioridade máxima nesses quase dois anos de pandemia. Isso significa que estamos muito mais ligados no que passamos na nossa pele. Tem mais: entendemos que nossas ações em relação ao meio ambiente têm resposta —entre elas as mudanças climáticas e os incêndios frequentes em todas as partes do globo. Não é à toa que pesquisas mostram que as marcas que apostam na transparência dos ingredientes estão ganhando popularidade. Os consumidores querem saber o que há em seus produtos, e com razão.

O resultado é o aumento da busca por fórmulas mais sustentáveis, seja por meio de embalagens recicladas, formulações limpas ou redução da pegada de carbono. Waterless products (ou produtos sem água) estão nessa categoria. "Eles são mais econômicos, práticos e sustentáveis e podem ser usados por qualquer pessoa", afirma a dermatologista Patrícia Mafra, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

3. Skinimalismo

Essa tendência conversa com a clean beauty: descobrimos mesmo que não precisamos de tanto para viver bem. E uma rotina de cuidados com a pele mais enxuta pode inclusive prevenir e evitar irritações e alergias. "É muito melhor focar em um objetivo de tratamento do que usar uma enorme quantidade de produtos, sem orientação", diz Paola. Em tempo: com limpeza, hidratação e proteção, você já garante uma pele saudável.

Pele limpa - iStock - iStock
Mulher com maquiagem natural, pele lisa e saudável
Imagem: iStock

4. Proteção contra luz azul

Fato: andamos passando praticamente o tempo todo em frente às telas, sejam elas do computador, do celular ou da TV. E a luz azul emitida pelos aparelhos eletrônicos causa e piora manchas no rosto. Para completar, ainda nos vemos com frequência em videochamadas e reparando em nada além das marcas. Socorro! Além de ativos inovadores com a capacidade de absorver a luz visível/ azul, ingredientes antimanchas estão sendo incluídos em filtros solares, na água micelar e até no hidratante.

5. Foco no microbioma

Microbiota é tipo o mantra do momento —mantê-lo em equilíbrio influencia da sua saúde mental à maciez da pele. Não à toa os pré e probióticos andam sendo incluídos nos cosméticos faciais. "Eles podem ajudar na manutenção do microbioma, e o resultado é pele sã e nutrida", explica Roberta Padovan, médica pós-graduada em Dermatologia e Medicina Estética.

Beleza