PUBLICIDADE

Topo

ONU alerta para abuso sexual de jovens na selva Darien, rota de migrantes

Mãe e filho chegam a acampamento para migrantes em Darien, Panamá. -  UNICEF/William Urdaneta
Mãe e filho chegam a acampamento para migrantes em Darien, Panamá. Imagem: UNICEF/William Urdaneta

De Universa

12/10/2021 12h02

Em reportagem publicada hoje pela ONU News, o Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) fez um alerta sobre a floresta Darien, que liga Panamá e Colômbia, considerada a rota mais perigosa para migrantes que tentam chegar à América do Norte.

Dados levantados pela organização mostram que 19 mil crianças passaram pela selva este ano — e que suas famílias ficam vulneráveis à violência, ao abuso sexual, ao tráfico e à extorsão por parte de gangues criminosas.

Entre janeiro e setembro, o órgão registrou pelo menos 29 casos de adolescentes que foram abusadas sexualmente na floresta, sem contar as mulheres que também foram vítimas.

Pessoas de mais de 50 países fazem a travessia, incluindo africanos e asiáticos, porém metade dos migrantes são do Haiti — e muitos deles têm filhos nascidos no Brasil ou no Chile.

Entre as crianças que completam o caminho, metade tem menos de cinco anos. Cinco delas já foram encontradas mortas no local e 150 menores chegaram ao Panamá sem os pais, incluindo recém-nascidos.

Na Colômbia a ajuda humanitária aos migrantes consiste na entrega de água, no oferecimento de serviços de higiene e no trabalho com autoridades locais para identificar menores desacompanhados. Já no Panamá, os trabalhos focam na assistência psicológica e nos serviços de saúde aos migrantes, especialmente crianças que foram separadas de seus pais.