PUBLICIDADE

Topo

Direitos da mulher

EUA convidam Brasil a participar de projeto da Nasa para levar mulher à Lua

Artemis tem por objetivo enviar astronautas até o polo Sul da Lua, região nunca antes explorada - Nasa
Artemis tem por objetivo enviar astronautas até o polo Sul da Lua, região nunca antes explorada Imagem: Nasa

De Universa, em São Paulo

20/10/2020 22h06

O governo dos Estados Unidos convidou o Brasil, na noite de hoje, a ser um dos participantes do programa Artemis, projeto que pretende levar astronautas de volta à Lua em 2024. O plano é desenvolvido pela Nasa (Agência Espacial dos EUA) junto de outros governos e parceiros comerciais.

Além do retorno pela primeira vez desde 1972, ocasião da última visita tripulada à Lua, o projeto visa enviar uma mulher pela primeira vez ao satélite natural da Terra.

"Em nome do presidente Donald Trump, sinto-me honrado a convidar o Brasil a integrar os acordos Artemis. Esses acordos devem guiar os EUA, o Brasil e outros parceiros de mente similar, enquanto fortalecemos a exploração espacial em nome de um futuro próspero", declarou Robert O'Brien, assessor de Segurança Nacional dos EUA, em sua conta do Twitter.

O'Brien fez o anúncio durante encontro com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O assessor é um dos integrantes de comitiva norte-americana que veio ao Brasil discutir acordos comerciais.

Viagens até a Lua

Na mitologia grega, Artemis era a irmã gêmea do deus Apollo, que deu nome ao primeiro programa voltado para o envio de astronautas à Lua. A Nasa decidiu que a escolha pelo nome feminino serviria de homenagem tanto ao projeto pioneiro quanto ao fato de pretender levar a primeira mulher até o satélite natural.

A primeira missão em que astronautas foram até a Lua ocorreu em 1969; Buzz Aldrin e Neil Armstrong foram os primeiros homens a caminhar sob a superfície lunar. Outras missões também levaram astronautas até lá, mas com o fim do projeto Apollo, em 1972, não houve novas viagens com tripulantes até a Lua.

Em 2011, a Nasa pôs fim aos voos de suas naves espaciais e, desde então, depende da Rússia para levar astronautas à Estação Espacial Internacional. Agora, a agência norte-americana busca não só retomar os voos como pretende estabelecer uma base lunar e uma estação espacial em sua órbita.

Direitos da mulher