PUBLICIDADE

Topo

Stalkeadas

Um olhar diferente sobre o que bomba nas redes sociais


Stalkeadas

Lista de fetiche vira assunto mais comentado no Twitter: explicamos cada um

Twitter compartilhou preferências sexuais em lista "secreta" de fetiches: você já fez ou faria o que consta nela? - iStock
Twitter compartilhou preferências sexuais em lista "secreta" de fetiches: você já fez ou faria o que consta nela? Imagem: iStock

De Universa

19/08/2020 16h30

Sexo não tem regra. Mas, nesta quarta-feira, usuários do Twitter resolveram fazer uma "lista de fetiches" que circulou na rede social para quem quisesse expor suas preferências sexuais e contar se já viveram ou não algumas das experiências. Sexo em local público? Sadomasoquismo? Ouvir ao pé da orelha um...xingamento?

Além de dar a opinião sobre cada prática, os usuários do Twitter, claro, fizeram da "lista de fetiches" um meme. Afinal, o que nos contemplaria mais do que a vacina contra o coronavírus e boletos pagos por alguém?

Lista de fetiches: assunto do Twitter

Em alta nos assuntos mais comentados do Twitter na quarta-feira, a lista de acessórios, posições e práticas sexuais, na rede social, só é compartilhada para quem curte as respostas de outra pessoa. Se você ficou curioso, Universa traz aqui o "gabarito embaralhado" das questões — explicando, aliás, alguns dos fetiches:

  1. Plug de rabinho: para penetração anal, o plug de rabinho faz parte da lista dos fetiches que circula no Twitter. Há uma parte pequena, feita de aço inoxidável, que é colocada no ânus, enquanto uma imitação de "rabinho de animal", sintética, fica na parte externa;
  2. Xingamento: ao vivo, já é mais comum. O que tem feito a cabeça de quem está em isolamento social, no entanto, é o xingamento durante o sexo virtual. Você já testou?
  3. Sexo em lugar público: todo cuidado para realizar esse fetiche é pouco. Isso porque transar na rua, ou até dentro do carro, é crime previsto pelo Código Penal.
  4. Coleira: no mundo do BDSM, usar uma coleira pode dar ideia de submissão.
  5. Enforcar: a prática, para algumas pessoas, é fonte de prazer. Há alertas, entretanto, para o risco do estrangulamento durante o sexo.
  6. Levar/dar tapa: você não precisa ter sexo performático para ter valor. Ou seja, práticas de apanhar e bater devem ser feitas de forma segura e com consenso dos participantes, ok?
  7. Ménage a trois: a transa entre três pessoas está entre os fetiches da lista. Se você quer testar um dia, leia relatos de quem já fez e se jogue!
  8. Sadomasoquismo: para quem é adepto, prazer e dor andam lado a lado. Vale a pena, tanto quanto encontrar satisfação na "sofrência", reconhecer o estímulo que a sensação de alívio pode causar.
  9. Usar fantasias: bem, o figurino na hora H pode ser um diferencial. Uma dica para quem está a fim de testar novas roupas é garantir o entrosamento dos envolvidos e, se não der certo, ter um plano B programado (mudar de ambiente, propor novos fetiches pode manter o tesão em alta).
  10. Posição 69: é cumplicidade que chama, né? Para incluir essa posição na vida sexual, em que os parceiros se estimulam simultaneamente, se atente ao conforto dos dois, e explore as zonas erógenas de maneira abrangente.
  11. Música de fundo: que tal ritmar o vai e vem com a trilha sonora? Há playlists em plataformas de streaming -- e claro, você pode criar uma própria para acompanhar a transa.
  12. Algema/venda: pode ligar para a sua loja de brinquedos eróticos preferida. O uso de algemas e vendas nos olhos é bastante comum entre quem prefere o jogo da submissão -- só tome cuidado, como no uso de outros acessórios eróticos, para não se machucar, certo?
  13. Marca de chupão: poderia estar na lista das preliminares controversas, mas há quem curta um "registro" do contato sexual na pele.
  14. Mommy/Daddy: interpretando papéis, o fetiche relaciona a dominação dos parceiros, que são "pais" ou "mães" dos dominados.

Fetiches da vida adulta

Na brincadeira do Twitter, são 15 respostas porque uma delas é simplesmente "faria algo com a pessoa que te enviou". Mas, como as pessoas na rede social não perdem tempo, a lista também mudou de teor e se tornou de "fetiches da vida adulta", de militância e até de desejos mais inocentes:

Stalkeadas