PUBLICIDADE

Topo

Atriz Teresa Palmer se abre sobre ortorexia, obsessão por comida saudável

A atriz Teresa Palmer - Getty Images
A atriz Teresa Palmer Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

31/07/2020 09h37

A atriz Teresa Palmer se abriu sobre a sua luta contra um distúrbio alimentar ainda pouco conhecido pela sociedade: a ortorexia, caracterizada por uma obsessão com a alimentação saudável.

A australiana, que apareceu em filmes como "Até o Último Homem" (2016) e "Quando as Luzes se Apagam" (2016), disse ao podcast "Mamamia Me Before You" que passava horas todos os dias pensando em como equilibrar sua dieta.

Eu tentava ser o mais 'limpa' possível na minha dieta, então não era como anorexia ou bulimia. Eu ficava obcecada não só com a quantidade de calorias que estava consumindo, como também com a qualidade. Eu não comia nada que não tivesse valor nutricional."
- Teresa Palmer explica a ortorexia

Teresa definiu esta obsessão como "extremamente exaustiva". "Eu anotava cada caloria, e nunca podia simplesmente comer algo por comer, precisava estar sempre consciente do que era aquilo e o que estava colocando no meu corpo", disse.

O distúrbio começou em 2008, quando a agente da atriz disse que ela precisava emagrecer após ver fotos dela tiradas por paparazzi.

Ela me disse que eu precisava malhar, porque era 'parte do meu trabalho ter certeza que minha aparência estava boa'. Eu pensei: 'Uau, eu achei que minha aparência já estava boa'. O mais assustador é que eu sempre fui uma pessoa pequena. Eu olho para as fotos que levaram ela a fazer esse comentário, e percebo que minha silhueta estava normal."
- Teresa Palmer sobre incidente que deu origem a distúrbio alimentar

Para Teresa, o processo de cura em sua relação com a comida começou quando ela engravidou pela primeira vez, em 2014. A atriz é casada com o cineasta Mark Webber, e o casal tem três filhos: Bodhi, de seis anos; Forest, de três; e Poet, de um ano.

Ver a barriga crescer durante a gestação ajudou Teresa a "se desprender" da obsessão por um corpo perfeito — e pela alimentação saudável.

Eu estava com estrias nos meus seios, celulite no meu traseiro e nas minhas coxas. Eu finalmente me liberei de todos os julgamentos que tinha ao redor do meu corpo, que eu percebi que existiam desde a minha adolescência. Desde que virei mãe, abracei meu corpo por completo."
- Teresa Palmer diz que maternidade a ajudou a superar ortorexia

Autoestima