PUBLICIDADE

Topo

Aos 74, ex-BBB Ieda diz ter orgulho de físico e idade: Não dão mais de 60

Ieda Wobeto, terceira colocada no BBB17 - Marco Antonio Teixeira/UOL
Ieda Wobeto, terceira colocada no BBB17 Imagem: Marco Antonio Teixeira/UOL

De Universa, em São Paulo

17/07/2020 10h34

A finalista do Big Brother Brasil 2017 Ieda Wobeto fala sobre o preconceito contra a idade, em entrevista ao site do Gshow. Participante mais velha em 20 edições do reality show, ela tinha 70 anos quando chegou à final do programa.

Casada com um homem 38 anos mais jovem, ela critica as pessoas que a julgam e ao seu relacionamento.

"Que culpa tenho eu de estar com 70 e poucos anos? Não quero morrer, vou atingir os cem anos com certeza. Tenho disposição e saúde para isso. Não tenho nada, e ninguém me dá mais de 60 anos. Isso é motivo de orgulho para mim, dizer que eu tenho 74 anos", ela afirma.

Mãe de quatro filhos e avó de sete netos, ela aceitou se casar novamente aos 73 anos. De acordo com o site, recentemente foi vítima de vários comentários ofensivos durante uma live nas redes sociais.

"Não tenho culpa de que a vida me preservou, me conservou e que estou aos meus 74, digamos, plena. Claro que tenho idade, tenho rugas..., mas é normal, é a lei da gravidade. Agora, a gente tem que frear essas pessoas e parar com isso de agredir as outras gratuitamente. Ora, porque eu sou mais velha?", ela diz.

Casada com o advogado e empresário Marcelo Gomes, 36, ela diz que a relação dos dois também é alvo de ataques.

"É tão triste falar isso, porque não entendo como pessoas podem se sentir no direito de dar opinião naquilo que não lhes diz respeito. O que importa em um relacionamento entre duas pessoas, independente do sexo, cor ou religião, não é a idade e a beleza externa, mas sim o sentimento", defende.

Autoestima