PUBLICIDADE

Topo

Transforma

Mulheres protagonizam um mundo em evolução


Boca Rosa é interrompida no Pânico, acusa machismo e vira tópico do Twitter

Bianca Andrade durante participação no programa  - Reprodução
Bianca Andrade durante participação no programa Imagem: Reprodução

Colaboração para o UOL, em São Paulo

17/07/2020 17h38

A influencer Bianca Andrade, conhecida como Boca Rosa, participou hoje do "Programa Pânico", da Rádio Jovem Pan, e, em determinado momento, entrou em um acalorado debate com os participantes da atração sobre casos de machismo.

Contrariada por Rogério Morgado, Lord Vinheteiro e o apresentador Emílio Surita, além do médico João Borzino, Bianca chegou a insinuar que a própria atração estava agindo de forma machista quando os membros disseram que as mulheres ofendem umas às outras: "O que acabei de ver é realmente o que acontece. A gente falou sobre o machismo e, mais uma vez, os homens levaram para a gente. Como se a gente precisasse de, mais uma vez, ouvir algo que a gente já ouve. É que vocês estão em situação de privilégio, homem, hétero, branco [...] Quando uma mulher fala de machismo, nenhum homem pode devolver falando mal de mulher, ou falar que uma mulher fala mal da outra. Porque já é foda a gente quebrar isso entre a gente. Um conselho que dou para vocês: quando uma mulher falar de feminismo, se coloca no lugar de ouvinte e tenta entender o por quê. Porque o que a gente está falando não é à toa", disparou na conversa.

Em determinado momento da entrevista, houve outra situação que confrontou a influencer e os entrevistadores. Ao dizer que se considera privilegiada por ser branca, ela foi interrompida imediatamente pelo apresentador Emílio Surita: "Você não é privilegiada, está nesse lugar graças ao seu trabalho. Você é lutadora. Privilegiada por quê?". Bianca tentou explicar sua posição, mas, ao ter sua fala cortada algumas vezes, chegou a falar: "Emílio, me ouve! Posso falar, como convidada? Obrigada", desabafou, contrariada.

A entrevista logo repercutiu nas redes sociais e a hashtag #PossoFalarComoConvidada foi parar nos trending topics do Twitter, onde Boca Rosa escreveu, após a participação no programa: "Sou muito grata à internet por ter me mostrado a importância do diálogo. O mundo é um lugar com muitas vozes que precisam ser ouvidas, e como é importante ter a consciência de qual é o meu lugar nisso tudo. É foda, é complexo, mas estou no caminho e não vou parar mais".

Vale lembrar que ela foi uma das participantes do Big Brother Brasil 20 e foi acusada de machismo por não ter tomado partido das mulheres da casa em um embate com Hadson, Lucas e Felipe Prior: "Eu tinha a mesma opinião do Emílio no Big Brother. Questionava se tinha essa diferença entre homem e mulher. Mas quando eu saí da casa, eu fui estudar e vi que não é assim. Além da sororidade, tem que haver empatia", completou.

Transforma