PUBLICIDADE

Topo

Sonza sobre ataques após clipe: "Ninguém vai me parar. Serei voz por nós"

A cantora Luísa Sonza  - Reprodução
A cantora Luísa Sonza Imagem: Reprodução

De Universa

13/06/2020 16h02

A cantora Luísa Sonza acabou de lançar seu novo clipe, "Flores", uma parceria com Vitão. O clipe já tem mais de 5 milhões de visualizações no YouTube e mostra Luísa bem sensual, como é comum nos vídeos que lança.

Muitas pessoas, porém, passar a atacar a cantora pela sensualidade que demonstrou, na onda dos rumores de que estaria tendo um "affair" com Vitão. E cobrando dela "respeito" pelo ex-marido, o comediante Whindersson Nunes, de quem se separou recentemente. No clipe no YouTube, há quase o dobro de "dislikes" em relação aos "likes".

Mas Luísa não deixou por menos. Em seu Twitter, a cantora mostrou que vai enfrentar essa situação, como, inclusive, já fez anteriormente, em nome da sua luta em defesa das mulheres. "Minha equipe queria privar os 'likes' e 'dislikes'. Eu não vou privar porque quero que as pessoas vejam como as mulheres são tratadas até quando só estão fazendo seu trabalho nesse país", escreveu.

"Sempre serei voz para nós, mulheres. Nunca ninguém vai me parar. Fiquem tranquilas", postou.

No próprio Twitter, vários fãs saíram em sua defesa e postaram mensagens de apoio a ela, levando seu nome a figurar na lista dos trending topics, assim como o do marido.

A maioria dos posts têm a frase "Luísa estamos com você" e criticam o machismo que a situação deixa explícito.

E outros acusam de hipocrisia quem diz que deu "dislike" por não ter gostado da música.

Cantora já rebateu machismo em outras situações

Luísa já foi algumas vezes às redes sociais para falar sobre os ataques machistas que sofre. Em abril, quando anunciou sua separação de Whindersson, teve que responder a comentários sobre ter se aproximado do comediante por interesse. O próprio ex saiu em defesa dela dizendo não importava o quão maduros eles tenham sido ao terminar a relação, o julgamento recai todo sobre ela.

Até quando foi capa da "Forbes", eleita uma das pessoas mais poderosas abaixo dos 30 anos, em dezembro de 2019, a cantora respondeu a comentários sobre "se aproveitar" do, na época, marido. "Já fui chamada de tudo um pouco desde que apareci nessa internet. Interesseira, puta, burra, encostada, vagabunda, entre outros milhares de adjetivos que leio desde que eu tinha 17 anos", publicou Luísa em seu Instagram. "Hoje eu sou milionária e ganho tanto quanto meu marido", escreveu.

Direitos da mulher