PUBLICIDADE

Topo

Que tal escolher uma mandala de acordo com seu objetivo de vida?

Mandala colorida tem significados: aprenda a usar - jakkaje808/Getty Images/iStockphoto
Mandala colorida tem significados: aprenda a usar Imagem: jakkaje808/Getty Images/iStockphoto

Claudia Dias

Colaboração para Universa

21/05/2020 04h00

Muito provavelmente, você já deve ter visto, achado lindo e nem imaginar o que há por trás do círculo colorido, com diferentes formas geométricas e desenhos combinados. Pois a mandala, esse tipo de desenho, carrega muito mais que beleza.

Abreviando a explicação, mandalas são desenhos geométricos concêntricos, ou seja, com um centro, que trazem elementos da geometria sagrada para estabelecer um contato espiritual interno. Ela também é usada para rituais de magia.

"A palavra mandala vem do sânscrito e fala de harmonia. Muitas são as tradições que utilizam mandalas. Os asiáticos, em especial hindus, usam como ferramenta de meditação", conta Ricardo Hida, astrólogo, tarólogo, babalorixá e autor. Na lógica hinduísta, o foco no centro do círculo adornado favorece a concentração e o domínio da vontade.

Conheça a história da mandala: Do Egito a China

De acordo com Ricardo, apesar de a história apontar a existência das mandalas desde o antigo Egito, não há comprovações sobre seu surgimento. "Sabemos que também era usada na China, assim como pela Igreja Católica na Idade Média, com as rosáceas dentro das catedrais", ilustra.

O babalorixá acrescenta que em religiões magísticas, como a umbanda, cada elemento (uma letra de alfabeto antigo, um símbolo alquímico ou um número), simbolicamente, abre algum portal ou fixa determinada energia naquele ponto.

"Especialistas em magia e linguagem simbólica alertam que determinadas figuras possuem um campo vibratório, uma egrégora, que foi construída a partir da crença de muitas pessoas, em culturas diferentes", pontua Ricardo.

Por isso, é importante conhecer o significado de um símbolo antes de adotá-lo em tatuagens ou na decoração da casa, já que ele vibra em alguma faixa, com reflexos diferentes.

Simétrica, mandala está ligada à astrologia e tem várias funções - simonapilolla/Getty Images/iStockphoto
Simétrica, mandala está ligada à astrologia e tem várias funções
Imagem: simonapilolla/Getty Images/iStockphoto

Ligação com astrologia

Como observa Ricardo, o psicólogo Carl Jung dizia que uma mandala poderia representar um indivíduo em determinado universo. E até na astrologia ela está presente, uma vez que o mapa astral não deixa de ser uma mandala. "No entanto, é totalmente desaconselhável o uso de elementos de planetas ou signos astrológicos", frisa o tarólogo.

"Por trabalhar com magia astrológica, sei que é preciso muito cuidado para não ativar o aspecto negativo de um planeta ou signo. É preciso conhecer horas planetárias, avaliar condições lunares e até aspectos que o planeta ou o signo recebe no momento da confecção", explica.

Mandala: simétrica e com significados

Uma das principais características da mandala é sua simetria impecável e detalhada. Mais que isso, deve trazer sempre cores e formas harmoniosas em sua composição.

Ricardo esclarece que, dependendo do objetivo de vida, deve-se escolher escolher determinadas combinações de tons (veja abaixo). "Geralmente, são colocadas junto à porta de entrada de casa, na sala e nos quartos. No verso das pinturas, é comum encontrarmos gravada a frase: 'As forças divinas me protegem'", detalha o especialista, que explica o que levar em conta antes de ter uma mandala para chamar de sua.

  • Para atrair amor: opte por peças com predominância das cores branco e rosa e toques de vermelho, além da presença de elementos duplos.
  • Para atrair prosperidade: adote dourado, vermelho, verde, azul cobalto e púrpura. Mandalas de prosperidade devem ser repletas de elementos geométricos, representando abundância.
  • Para atrair saúde: o uso do verde e azul claro é o mais recomendado Se trouxer elementos que remetam ao sol ou ao universo das ervas, melhor ainda!
  • Para atrair proteção espiritual: na peça, devem dominar as cores violeta, índigo, branco e dourado. "No centro, pode ter algum símbolo de espiritualidade, como a cruz de Davi ou (o mantra) 'om mani pad', reiki ou a flor de lótus. A cruz, por sua identificação também com a morte, é desaconselhável", finaliza Ricardo Hida.

Alto Astral