PUBLICIDADE

Topo

Tribunal dos EUA anula proibição de abortos durante pandemia de coronavírus

"Mantenham o aborto seguro", pede mulher em protesto - Xinhua/Li Ying
"Mantenham o aborto seguro", pede mulher em protesto Imagem: Xinhua/Li Ying

De Universa, em São Paulo

14/04/2020 15h08

Um tribunal federal dos Estados Unidos confirmou ontem que anulou a proibição de abortos em Oklahoma durante a pandemia do novo coronavírus. O decreto estava em vigor desde março.

A decisão judicial foi unânime entre os três juízes do Tribunal de Apelações do 10º Circuito dos EUA. Os magistrados decidiram que os abortos continuem sendo realizados em Oklahoma, derrubando a proibição emitida pelo governador Kevin Stitt, segundo a Associeted Press.

A proibição importa pelo governador fazia parte de uma ordem executiva emitida em 27 de março. O texto proibia todas as cirurgias eletivas durante o surto de coronavírus. Poucos dias antes do prazo final fixado em 7 de abril, Stitt prorrogou a proibição até o dia 30.

Nos Estados Unidos, alguns governadores republicanos emitiram ordens para suspender cirurgias não essenciais e evitar a superlotação de hospitais. Eles queriam incluir os abortos nessa lista.

Direitos da mulher