PUBLICIDADE

Topo

Número de denúncias de violência doméstica sobe 17% durante a quarentena

Manifestante faz maquiagem simulando uma agressão física para protestar contra a violência de gênero, em Madri - Susana Vera/Reuters
Manifestante faz maquiagem simulando uma agressão física para protestar contra a violência de gênero, em Madri Imagem: Susana Vera/Reuters

De Universa

27/03/2020 16h37

O número de ligações para o 180, canal de denúncias de violência doméstica do governo federal, aumentou 9% desde o início da quarentena recomendada por governos estaduais e municipais, na semana passada.

Segundo o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, a média de entre os dias 1 e 16 de março foi de 3.045 ligações por dia; número que subiu para 3.303 ligações diárias entre os dias 17 e 25 deste mês.

O Ministério também registrou aumento de 17% no número de denúncias registradas — 829 nas duas primeiras semanas do mês contra 978 na última semana, de quarentena.

A ministra Damares Alves disse, em nota, que o aumento de denúncias é decorrência do confinamento, que abriga vítimas a conviverem de forma mais intensa com seus agressores.

"Pela nossa experiência, sabemos que o agressor é, na maioria das vezes, uma pessoa da família ou então muito próxima. Por isso, durante a quarentena, estamos reforçando os mecanismos que ajudam essas mulheres a denunciar", afirmou.

Violência contra a mulher