PUBLICIDADE

Topo

Taylor Swift relata luta contra distúrbios alimentares: "Não tenho orgulho"

Taylor Swift - Getty Images
Taylor Swift Imagem: Getty Images

De Universa

24/01/2020 11h06

Prestes a ver um documentário sobre sua vida estrear na Netflix, Taylor Swift abriu o jogo em entrevista à Variety sobre sua luta contra distúrbios alimentares.

O tema é abordado no filme "Taylor Swift: Miss Americana" e a cantora contou à reportagem que começou a desenvolver compulsões alimentares no início da carreira, quando se deparou com fotos suas na internet e comentários negativos sobre seu corpo.

"Eu não tenho orgulho disso, mas houve momentos em que via fotos em que parecia que minha barriga era grande demais. Ou pessoas dizendo que eu parecia estar grávida. Isso me levou a parar de comer", lembra.

Aos 18 anos, quando estampou a capa de uma revista pela primeira vez, Taylor entendeu a manchete como negativa em relação a seu corpo e demorou para fazer ensaios fotográficos novamente.

"A manchete dizia: 'Grávida aos 18 anos?'. Acabei registrando isso como um castigo", contou. "Depois, eu ficava no provador até que alguém da revista dissesse: 'Uau, é incrível que as nossas amostras servem em você. Geralmente temos que fazer alterações nos vestidos. Eu via isso como positivo, a minha cabeça começava a dividir tudo entre elogios e punições".

Aos 30 anos, ela contou, ainda, que foi um desafio falar sobre esse assunto para a diretora do documentário, Lana Wilson.

"Eu não sabia se ficaria confortável em falar sobre imagem corporal e sobre as coisas pelas quais passei, já que o relacionamento com a comida tem sido tão prejudicial para mim", desabafou.

Autoestima