PUBLICIDADE

Topo

Mais uma adolescente é estuprada e queimada na India

Protesto contra o estupro e assassinato de uma mulher na Índia no início de dezembro; país tem recorrentes casos de abusos e feminicídios - Ajay Verma/Reuters
Protesto contra o estupro e assassinato de uma mulher na Índia no início de dezembro; país tem recorrentes casos de abusos e feminicídios Imagem: Ajay Verma/Reuters

15/12/2019 11h49

Resumo da notícia

  • No início do mês, uma mulher de 23 anos teve o corpo queimado quando se dirigia para depor contra seus estupradores
  • Cinco homens foram responsáveis por jogar fogo no corpo da mulher, que os identificou antes de ser enviada para o hospital
  • A polícia, contudo, não revelou se entre os envolvidos pelo ataque está algum dos acusados de violentá-la, há cerca de um ano

Uma jovem indiana sofreu queimaduras em 90% de seu corpo depois de afirmar que foi estuprada em sua casa, em Uttar Pradesh. O caso aconteceu dias após um crime semelhante na região provocar comoção em todo o país. Uma mulher foi queimada até a morte no distrito de Unnao, enquanto viajava ao tribunal para testemunhar em um caso de estupro que ela denunciou contra dois homens.

A vítima, de 18 anos, disse à polícia que estava sozinha em casa quando foi agredida sexualmente por seu tio, de 22 anos. As informações são do "Independent".

Sobrinha e tio teriam se envolvido antes do crime, e a família teria concordado que o casal não teria mais um relacionamento antes do casamento.

Mais de 32,5 mil casos de estupro foram registrados na Índia entre 2017 e 2018. São mais de 90 ataques por dia. A taxa de condenação pelo crime é de pouco mais de 25%.

Violência contra a mulher