Topo

Sexo

No Reino Unido, mães se tornam "camgirls" para aumentar renda

Maioria das mulheres que se tornam "cam girl" são mulheres que precisam de dinheiro para cuidar dos filhos - Getty Images
Maioria das mulheres que se tornam "cam girl" são mulheres que precisam de dinheiro para cuidar dos filhos Imagem: Getty Images

De Universa

27/07/2019 18h34

Ir para a frente do computador fazer uma performance sensual e exibi-la via webcam para um espectador remoto. Esse é o trabalho das chamadas "camgirls", profissão que vem crescendo dentro da indústria pornô. Na Inglaterra, essa tem sido a alternativa de mães solo, que já tem um emprego ou estão desempregadas, e precisam aumentar a renda familiar.

De acordo com o jornal "The Independent", o Coletivo de Prostitutas da Inglaterra registrou um crescimento de mulheres que procuram a organização para entender como se tornar uma "camgirl".

Por ser um mercado em crescimento -- estima-se que, no último ano, o número de pessoas que procuram as "camgirls" aumentou 29% -- elas encontram uma maneira certeira de aumentar a renda.

Segundo a entidade, a maioria das novatas são mães que precisam de mais dinheiro para cuidar dos filhos, por terem perdido o emprego ou por causa de benefícios sociais cortados. Há ainda uma parcela de mulheres que trabalham em subempregos, com salários insuficientes para bancar a família.

Outro motivo que atrai novas profissionais é o fato de as performances poderem ser feitas anonimamente. Porém, há o risco de os clientes perseguirem as mulheres e as exporem em suas comunidades.

Sexo