Topo

Violência contra a mulher


Mulheres negras sofrem e relatam mais assédio no trabalho, revela estudo

Getty Images
Imagem: Getty Images

Da Universa

01/07/2019 10h58

Levantamento de quase 20 anos de relatos publicado na revista científica "Gender, Work, and Organization" revela que mulheres negras nos Estados Unidos são as que mais denunciaram assédio entre 1997 e 2016.

Segundo a pesquisa, quando as taxas de desemprego subiam, o número de denúncias de assédios sexuais seguia a mesma lógica. Para os estudiosos, homens se sentiam ameaçados e usavam a abordagem para enfatizar a dominância e demonstrar poder.

O estudo aponta que o número de relatos de assédio caiu de 16 mil em 1997 para 9,6 mil em 2016. Porém, a queda é sustentada em 70% por casos contra mulheres brancas -- ante apenas 38% de queda entre as negras.

Outra conclusão é a de que em 1997, as negras eram 1,7 vez mais propensas a denunciar assédio que as brancas. Em 2016, essa diferença aumentou para 3,4 vezes. Para os estudiosos, isso quer dizer que as negras estão sendo mais assediadas que as brancas.