PUBLICIDADE

Topo

Moda

Grife transforma forca em acessório e é criticada por apologia ao suicídio

Desfile da Burberry na Semana de Moda de Londres aconteceu no último domingo (17) - Getty Images
Desfile da Burberry na Semana de Moda de Londres aconteceu no último domingo (17) Imagem: Getty Images

Da Universa

20/02/2019 12h22

Depois do backface da Gucci, da apropriação cultural de Marc Jacobs e da falta de diversidade nos desfiles da Victoria's Secret, chegou a vez da Burberry ser alvo de críticas por criações polêmicas. 

A grife britânica, que desfilou no último domingo (17) na London Fashion Week, completou um dos looks da coleção outono/inverno com um acessório em forma de forca, usado justamente em volta do pescoço. 

A referência não foi bem aceita pelo público, que acusou a Burberry de "glamorizar" o suicídio. 

A modelo Liz Kennedy, que fez parte do elenco do desfile em questão, usou o Instagram para se manifestar sobre o assunto, lembrando que "suicídio não é fashion". 

"Como alguém poderia ignorar isso e pensar que seria bom fazer isso, especialmente em uma linha dedicada a meninas e jovens?. Eu estou envergonhada por ter feito parte deste show", escreveu Kennedy, mencionando que já teve um caso de suicídio na família. 

No texto, a modelo contou ainda que chegou a comentar sobre o assunto "com alguém da equipe" e ouviu que "a moda funciona assim. Ninguém se importa com a sua vida pessoal, então guarde para você". 

A comediante Whitney Cummings também criticou a criação da Burberry: 

"Ei, pessoas [do mundo] da moda. Eu sou só uma comediante que não entende nada, mas também seja melhor dar um tempo nas blackfaces e nas forcas. Está começando a ficar esquisito", escreveu, no Twitter. 

Desculpas

No Instagram da Burberry, há uma série de fotos mostrando as produções do desfile na London Fashion Week, mas o look com a corda em forma de forca não foi um deles. 

Em nota enviada ao "HuffPost", o CEO da Burberry, Marco Gobbetti, também tentou justificar a situação: "Lamentamos profundamente o sofrimento causado pela coleção. Embora o design tenha sido inspirado pelo tema marinho, foi insensível e cometemos um erro". 

O diretor criativo da grife, Ricardo Tisci, disse, na mesma nota, que "nunca teve a intenção de chatear ninguém". 

Moda