PUBLICIDADE

Topo

Violência contra a mulher

Google e ONG criam ferramenta para vítimas de assédio sexual no Carnaval

Getty Images/iStock
Imagem: Getty Images/iStock

Da Universa

19/02/2019 18h15

Os planos para o Carnaval já estão a todo vapor e em meio a discussões sobre o assédio sexual em tempos de blocos, o Google e a ONG Think Olga criaram uma ação para combater esse tipo de crime durante a folia.

Agora, para quem tiver um celular com o sistema operacional Android, as mulheres que forem assediadas durante a festa poderão acionar uma ferramenta que traz os principais contatos para o auxílio da vítima.

Google e Think Olga - Reprodução - Reprodução
Simulação feita em um celular Android da ação feita pelo Google e ONG Think Olga
Imagem: Reprodução

Quando isso ocorrer, basta usar o comando de voz para dizer: "OK Google, como reportar assédio sexual" e depois disso o sistema fornecerá os contatos da Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência (180) e da polícia militar (190), além de indicar o site da Think Olga para mais informações sobre o tema. A função, inclusive, já está disponível para uso.

Em seu site oficial, a ONG Think Olga exemplos de conduta de assédio sexual, como acolher as vítimas dessa violência, como denunciar e suas implicações jurídicas.

Violência contra a mulher