PUBLICIDADE

Topo

Direitos da mulher

ONG feminista critica banheiros unissex por assédio e bullying nas escolas

Women"s Voices Wales recebeu relatos de meninas que deixam de beber água para evitar o banheiro - iStock
Women's Voices Wales recebeu relatos de meninas que deixam de beber água para evitar o banheiro Imagem: iStock

Da Universa

18/02/2019 14h06

Banheiros unissex em escolas e universidades são muito comemorados pela comunidade LGBT, mas há quem acredite que esse tipo de iniciativa não é exatamente positiva para as mulheres.

A Women's Voices Wales, organização feminista do País de Gales, por exemplo, acredita que permitir que meninos e meninas acessem o mesmo banheiro na escola pode expor as meninas a assédio sexual e até constrangimentos durante o período menstrual.

"A ansiedade em lidar com a menstruação nas escolas tem um efeito sério sobre as alunas, incluindo recusar-se a frequentar as aulas. Estamos particularmente preocupadas com quadros de assédio sexual ou intimidação que ocorram em banheiros de sexo misto", publicou a organização, no Facebook, na quinta-feira (14). 

Na rede social, a Women's Voices Wales disse ainda que recebeu relatos de meninas que evitam beber água durante o dia para usar menos o banheiro e não sofrer bullying dos garotos. 

No País de Gales, a lei diz que um banheiro unissex só pode ser construído como uma terceira opção aos tradicionais feminino e masculino, não no lugar deles. Segundo o grupo, no entanto, algumas instituições estão infringindo a lei e oferecendo aos alunos apenas a opção unissex. 

De acordo com o jornal "Wales Online", a organização chegou a escrever para o governo galês pedindo providências. "Nenhuma criança deve sentir que não pode usar o banheiro durante o dia", defendeu Helen Raynor, porta-voz do Women's Voices Wales.

Direitos da mulher