Topo

Violência contra a mulher


Jornalista que afirma ter sido assediada por Trump desabafa sobre o abuso

Divulgação
Imagem: Divulgação

Da Universa

08/01/2019 15h01

Jornalista da revista "People", Natasha Stoynoff falou com o site "PageSix" sobre o assédio que afirmou ter sofrido do presidente norte-americano Donald Trump.

Na entrevista, a escritora comentou sobre o caso que teria acontecido em 2005, enquanto ela o entrevistava, aconselhando outras mulheres a não se sentirem intimidadas, não importa quão "forte" e "influente" o homem seja.

"Espero que isso seja um lembrete para as mulheres de que não importa quão famoso ou poderoso um homem seja, se ele prejudicar você, você deve falar sobre isso, caso seja capaz. Essa é a única maneira de pararmos isso [os assédios]", disse.

Na época, Natasha usou a revista em que trabalha como plataforma para detalhar o assédio sofrido por ela. No texto, ela diz que Trump "enfiou sua língua" em sua garganta.

"Nós entramos na sala sozinhos, e Trump fechou a porta atrás de nós. Quando me virei para ele, em questões de segundos, fui pressionada contra a parede e ele enfiou a língua dentro da minha garganta (...) Eu fiquei chocada; mas grata quando o mordomo do presidente entrou na sala um minuto depois, enquanto eu tentava me livrar dele".