Topo

Milhares de pessoas participam de Marcha do Orgulho LGBTQ+ na Ucrânia

Homem segura cartaz com as frases "existe uma família, existe a Ucrânia" durante Parada do Orgulho LGBTQ+ em Kiev - Genya SAVILOV/AFP
Homem segura cartaz com as frases "existe uma família, existe a Ucrânia" durante Parada do Orgulho LGBTQ+ em Kiev Imagem: Genya SAVILOV/AFP

Da EFE

23/06/2019 10h16

Cerca de oito mil pessoas, segundo os organizadores, participaram neste domingo da Marcha do Orgulho LGBT em Kiev, evento que transcorreu em meio a um forte dispositivo policial.

Com o lema "A nossa tradição é a liberdade", a marcha transcorreu sem problemas. As autoridades destacaram para a ocasião cerca de 2,5 mil responsáveis pela segurança.

Segundo a polícia, houve tentativas isolados de impedir a marcha, pelas quais foram detidas 12 pessoas, entretanto não foram registrados incidentes graves.

O evento também contou com a partipação e apoio de 30 militares.

"Viemos apoiar a igualdade de todas as pessoas", disse à estação de televisão pela internet "Hromadske TV" Viktor Pilipenko, membro do batalhão de voluntários "Donbass", destacado no leste do país na zona do conflito com os separatistas pró-Rússia.

Segundo Pilipenko, a homofobia no exército obriga os militares gays a "levarem uma vida oculta".

"Isto é muito decepcionante, porque lutam por liberdade das pessoas, por nossos direitos", disse o militar.

Pilipenko indicou que nas redes sociais o chamaram de "bicha" pessoas que se definem como nacionalistas, mas que não foram à guerra para defender o país", enquanto segurava uma bandeira com as cores do arco-íris.

Mês do Orgulho LGBTQ+