PUBLICIDADE

Topo

Militantes LGBT acusam polícia de violência 51 anos após Stonewall

Manifestantes pedem o fim da Polícia de Nova York durante parada do Orgulho LGBT em Nova York - John Lamparski/Getty Images
Manifestantes pedem o fim da Polícia de Nova York durante parada do Orgulho LGBT em Nova York Imagem: John Lamparski/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

29/06/2020 10h36

Centenas de pessoas se reuniram ontem em Nova York para celebrar os 51 anos da revolta de Stonewall. Os protestos que denunciavam a violência policial contra a população LGBT se tornaram um marco de onde nasceu o dia do orgulho LGBT.

Porém, manifestantes denunciaram que durante a celebração de ontem algumas cenas de violência se repetiram.

De acordo com o Buzzfeed News, testemunhas disseram que haviam policiais correndo em meio a multidão e que eles usaram spray de pimenta e cassetetes contra os manifestantes.

Ao menos uma pessoa foi levada presa, segundo o manifestante Eliel Cruz. Ele afirmou que as cenas de violência duraram ao menos 10 minutos.

A polícia de Nova York está enfrentando uma série de críticas por violência contra pessoas negras. O prefeito da cidade, Bill de Blasio, afirmou que vai cortar financiamento da polícia.

Diversidade