PUBLICIDADE

Topo

Memes ironizam campanha de orgulho hétero criada nas redes

Tentativa de celebrar orgulho hétero foi ironizada nas redes - Jorge Núñez/EFE
Tentativa de celebrar orgulho hétero foi ironizada nas redes Imagem: Jorge Núñez/EFE

Colaboração para o UOL, em São Paulo

29/06/2020 13h29Atualizada em 29/06/2020 13h47

A data de ontem marcou mais um Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+, em que famosos e anônimos celebraram a diversidade de orientações sexuais e de gênero e demandaram mais direitos.

Mas hoje a campanha #OrgulhoHétero se tornou um dos assuntos mais falados nas redes sociais. Imediatamente, a campanha foi ironizada por memes.

Pessoas criticaram de forma bem-humorada a tentativa da população heterossexual em celebrar o orgulho sem entender o contexto de violência que resultou na criação do Dia do Orgulho LGBTQIA+.

A celebração do Orgulho LGBTQIA+ surgiu de um dia histórico de 1969, em Nova York, quando pessoas que estavam no Stonewall Inn, bar até hoje frequentado por gays, lésbicas, bissexuais e trans, sofreram repressões por parte da polícia.

Após os homossexuais se confinarem no local e reagirem a essa perseguição durante dois dias, o dia 28 de junho virou um marco e a partir daí foram criados diversos movimentos LGBT pelo mundo.

Ou seja, o dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+ existe não apenas como uma forma de celebração, mas também como um movimento em busca de direitos.

Diversidade