PUBLICIDADE

Topo

Se Conselho Fosse Bom

"Sinto que minha namorada ficou com a cidade inteira. E agora?"

Pexels
Imagem: Pexels
Karin Hueck

Karin Hueck é jornalista e escritora. Foi editora da revista "Superinteressante", colaborou para alguns dos maiores veículos do Brasil e tem 5 livros publicados. "Se conselho fosse bom" é uma coluna de conselhos sentimentais, existenciais e práticos. Está com problemas no trabalho? Sua família te enlouquece? Não sabe se casa ou compra uma bicicleta? Mande as suas dúvidas para o se.conselho.fosse.bom@bol.com.br As respostas são 100% anônimas

Colunista do UOL

25/12/2020 04h00

Sou paulistano. Cidade grande e enorme. Vou me casar com uma soteropolitana e me mudar pra lá. Nos conhecemos através de um app de relacionamentos. Ela é uma mulher fantástica, a amo e quero passar o resto dos meus dias com ela. Porém, uma questão me consome: parece que ela pegou a cidade inteira. Acredito que por ser uma cidade muito menor que SP, o passado dela apareça na minha cara toda hora. Todos os círculos de amizade incluem pessoas que ela já ficou, ela inclusive é amiga de caras com quem ficou etc... Isso não está me deixando confortável. Aqui em SP vc fica com alguém e raramente vê novamente. Lá não funciona assim. O que fazer? Sei que todos possuímos um passado, mas o fato de ele estar batendo à nossa porta toda hora me incomoda muito.
- Cosmopolita e caipira

- Caro cosmopolita e caipira
Fui até checar no último censo o número de habitantes de Salvador: 2,6 milhões de pessoas. Se considerar a região metropolitana, são 4 milhões de habitantes. Sendo assim, acho que não é o caso que a cidade é pequena demais para o passado da sua esposa, mas que ela se envolveu ao longo da vida com pessoas que eram próximas do seu círculo ou convívio social. Isso não indica que ela pegou a cidade inteira, nem que ela ficou com gente demais - apenas que ela escolhia rapazes com os quais tinha afinidade. Não tem nada de extraordinário nisso. O fato de você não trombar com as suas ex-ficantes não diz respeito ao tamanho de São Paulo, mas ao critério que você usou para escolher essas meninas. Quanto a o que fazer: você mesmo deu a resposta. Todo mundo tem um passado, e não tem como mudar isso. Sugiro que você dê chance para conhecer esses amigos dela. Aposto que rapidinho você vai descobrir que existe um motivo pelo qual ela não resolveu casar com nenhum deles.

Oi, tenho interesse em um conhecido hétero. Ele foi um grande amigo meu e, na época, eu não era assumido, mas gostava dele secretamente. Na época, eu desconfiava que ele sentisse algo, pois mais de uma vez ele quis que eu mandasse foto do meu pênis para trollar "gurias" e me pediu para vestir um mini shorts para dormir quando fui na casa dele. Ele nunca gostou que o chamassem de gay, e isso fez com que eu me afastasse dele. Acabei usando meu namoro como um tapa buraco e decidi terminar pois não amava meu ex. Hoje estou sozinho na quarentena e tenho muita vontade de voltar a conversar com esse amigo, me reaproximar e quem sabe ver se rola alguma coisa, mas tenho receio de ele nem querer voltar a ser meu amigo.
- Ainda penso nele

- Caro ainda penso nele
Ué, faça UMA tentativa. Comente alguma coisa completamente irrelevante em qualquer post igualmente irrelevante de qualquer uma das redes sociais irrelevantes que mantemos por aí e veja como ele reage. Se houver alguma abertura, converse amigavelmente e veja onde vai dar. Pode ser que ele fosse secretamente gay ou bi quando vocês eram mais próximos e jovens - mas também pode ser que você tenha interpretado todos os sinais de forma errada. De qualquer jeito, você só vai saber sondando o rapaz. Se ele cortar as suas investidas, você já tem a sua resposta.