PUBLICIDADE
Topo

Existe mesmo uma tática possível para ganhar na loteria? A ciência explica

imagem ilustrativa - bilhete de loteria - Getty Images/iStockphoto
imagem ilustrativa - bilhete de loteria Imagem: Getty Images/iStockphoto

Nicole D'Almeida

Colaboração para Tilt, em São Paulo

22/09/2021 04h00

Ganhar na loteria já é difícil. Agora, imagine ganhar duas vezes o prêmio em pouco tempo? Esse foi o feito do cantor Edésio Nascimento, conhecido como "Milionário do Brega", que vive no interior do Maranhão. O mais impressionante foi que ele conseguiu a façanha com a diferença de três meses. Somando as duas premiações, ele diz que ganhou cerca de R$ 1,8 milhão.

Nascimento revelou que segue uma estratégia: apostar junto com outras pessoas, nos famosos bolões, e todos os dias. Mas, afinal, será que existe mesmo uma tática para faturar na loteria? Bom, a matemática, ciência do raciocínio lógico, pode responder a essa pergunta de um milhão de reais (ou mais).

Tilt conversou com matemáticos para entender melhor como funcionam os jogos de apostas da Caixa e se há uma forma de "adivinhar" as sequências. Partindo da premissa de que os jogos são, em sua totalidade, honestos, todos os números envolvidos nas apostas têm a mesma chance de sair, segundo eles.

Ou seja, o segredo está mesmo na aleatoriedade. "Isso se rodar o globo [usado para sortear os números] sem nenhuma intervenção", explica Carlos Alberto de Bragança Pereira, professor do IME (Instituto de Matemática e Estatística) da USP.

Números aleatórios

Além de todos os sorteios serem aleatórios, outra característica importante é que eles são independentes. "Isso significa que o resultado de um sorteio não influencia no resultado de nenhum outro", explica Flávio Bambirra Gonçalves, professor de estatística da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais).

Dessa forma, não há nada que impeça uma certa combinação de já ter aparecido outras vezes e o mesmo pode ser dito de uma combinação que nunca aconteceu.

Moacyr Alvim, professor da EMAp (Escola de Matemática Aplicada) da FGV, acrescenta que já analisaram os números sorteados em concursos passados e não existe um padrão evidente que vá na contramão da hipótese de aleatoriedade.

Por conta disso, não importa se você aposta com certa frequência ou não, as chances de adivinhar os números são as mesmas.

Quanto mais você aposta, mais aumenta suas chances

Ao mesmo tempo, quanto mais uma pessoa aposta, maior será a sua chance de acertar, ressaltam os especialistas. E não porque você sabe os números que irão sair, mas porque você está jogando várias vezes.

Em apenas um bilhete simples da loteria, você paga R$ 4,50 e tem a chance de 1 em 50 milhões, aproximadamente, de ganhar. Se quiser dobrar ou triplicar essa chance, basta desembolsar o dobro ou o triplo.

Seguindo essa lógica, o professor e pesquisador em matemática da Unicamp Régis Varão concorda com a tática usada por Edésio Nascimento. "A única maneira de aumentar as suas chances de ganhar é se você fizer mais jogos. Assim, por mais que em um bolão você tenha que dividir o prêmio com muitas pessoas a vantagem é que agora você tem muito mais chances de ganhar do que se fosse jogar sozinho", afirma.

Exemplo prático da Mega Sena

Segundo o site das loterias da Caixa, a probabilidade de ganhar com uma aposta simples de seis números é de uma em 50.063.860, ou seja, há em torno de 50 milhões de combinações diferentes de jogos da Mega Sena.

"Imagine que o estádio do Maracanã esteja com lotação máxima, quase oitenta mil pessoas, e no bolso de uma dessas pessoas eu coloquei uma bala. Eu solto você no Maracanã e digo que você tem que tentar adivinhar com apenas uma tentativa a pessoa que está com minha bala no bolso. Dá para ver que é muito difícil", exemplifica Varão.

"Só que mesmo assim é muito mais fácil você acertar a pessoa que está com a minha bala do que acertar os números da Mega Sena", acrescenta.

Analisando o jogo de apostas você teria uma dificuldade parecida com encontrar a única pessoa com a sua bala no bolso em 625 estádios do tamanho do Maracanã com lotação máxima, segundo o professor. "A chance de você acertar é a mesma de você ganhar na Mega Sena", completa.

Loteria não é investimento

Para Alvim, considerar as apostas na loteria como investimento é um péssimo negócio, afinal, o retorno esperado na maioria dos casos é negativo, gerando prejuízo. "O apostador deve gastar aquilo até o valor que lhe proporcione diversão. Não aconselharia gastar querendo um retorno como um investimento."

Logo, para ganhar na loteria, é preciso jogar. Quanto mais você joga, maiores são as suas chances de levar para casa a bolada da vez. Ao mesmo tempo, o risco de perder dinheiro nesse processo é ainda mais alto.