PUBLICIDADE
Topo

Recurso de vídeos curtos do YouTube chega ao Brasil para brigar com TikTok

YouTube Shorts chega ao Brasil - Divulgação
YouTube Shorts chega ao Brasil Imagem: Divulgação

Letícia Naísa

De Tilt, em São Paulo

07/06/2021 06h00

Vídeos curtos já se tornaram parte da vida online com uma chuva desafios de dancinhas, tutoriais e piadas. Com o crescimento do TikTok e do Reels, do Instagram, o Google não poderia deixar de surfar nessa onda, especialmente no Brasil. A empresa lança hoje o YouTube Shorts, que tem a essência parecida com a dos concorrentes.

A ferramenta começa a ficar disponível para os brasileiros dentro do próprio aplicativo do YouTube a partir desta segunda-feira (7).

Como vai funcionar

A função permite a criação de vídeos de até 60 segundos com filtros, mensagens escritas na tela e edições mais elaboradas, além da inclusão de músicas e áudios de outros vídeos presentes na plataforma.

O YouTube Shorts foi lançado em versão beta na Índia e nos Estados Unidos em setembro de 2020 e em março deste ano, respectivamente.

Alguns brasileiros puderam ter acesso a conteúdos produzidos por youtubers de fora no aplicativo. Agora, qualquer um com conta na plataforma poderá produzir conteúdo no formato de vídeos curtos.

Um dos principais objetivos da criação do Shorts, segundo Todd Shermann, gerente de produto da ferramenta, é facilitar a vida de quem não consegue fazer vídeos mais elaborados para o YouTube.

YouTube Shorts chega ao Brasil - Divulgação - Divulgação
YouTube Shorts chega ao Brasil
Imagem: Divulgação

YouTube Shorts chega ao Brasil - Divulgação - Divulgação
YouTube Shorts chega ao Brasil
Imagem: Divulgação

Terá monetização?

As pessoas familiarizadas com o YouTube sabem bem que a monetização é um grande atrativo para produtores de conteúdo — ainda que a forma de distribuição de dinheiro vire alvo de polêmicas de tempos em tempos. Para os youtubers terem mais chance de ganhar grana por seus vídeos, é comum que eles façam materiais mais longos para ampliar as opções de inserção de anúncios.

Com o Shorts, essa será uma questão para ficarmos de olho. Por enquanto, não terão propaganda, como os vídeos tradicionais. "Ainda estamos estudando o modelo de negócio mais aplicável", afirma Shermann.

Uma das opções estudadas é que as publicidades sejam colocadas no início dos vídeos curtos.

Diferente da concorrência?

YouTube Shorts chega ao Brasil - Divulgação - Divulgação
YouTube Shorts chega ao Brasil
Imagem: Divulgação

Segundo o Google, o grande diferencial do Shorts frente ao TikTok e ao Reels, do Instagram, é o acervo. Os youtubers poderão disponibilizar o áudio de seus vídeos para que outros criadores de conteúdo possam usar no formato Shorts. Com isso, os usuários do Shorts terão milhões de opções de áudio para produção de vídeos curtos.

Outro diferencial, diz a empresa, é que a plataforma está conectada com o YouTube Music. O Google fez acordos com gravadoras e produtoras para ceder sons e faixas que possam ser usados no formato Shorts sem ferir direitos autorais.

Uma das expectativas para o lançamento é que os atuais produtores de conteúdo do YouTube usem o formato curto para chamar a audiência a assistir os vídeos em formato longo na plataforma.