PUBLICIDADE
Topo

Android 12 poderá trazer novo comando ao tocar na traseira do celular

Android na sede do Google - Getty Images
Android na sede do Google Imagem: Getty Images

Mirthyani Bezerra

Colaboração para Tilt

26/01/2021 15h25

O Android 11 mal chegou aos smartphones e já começaram a surgir rumores sobre as possíveis novidades da futura versão do sistema operacional do Google, que deve ser anunciada até o final deste semestre. Ao que tudo indica, o Android 12 deve trazer um recurso que permite tocarmos duas vezes na traseira do celular para ativar determinadas funções do celular.

Segundo o 9to5Google, site especializado em notícias relacionadas aos serviços da empresa, a função atuaria como um atalho para funções como:

  • Ativar o Google Assistente
  • Fazer uma captura de tela
  • Pausar e retomar uma reprodução de mídia
  • Abrir a aba de notificações
  • Abrir a visualização de aplicativos recentes

As pessoas poderiam também escolher o que querem ativar usando o toque duplo.

Essa função, no entanto, não é bem uma novidade, pois já vinha sendo testada na versão beta do Android 11 com o codinome de "Columbus" — uma referência a um personagem do filme "Zumbilândia"— mas acabou não chegando à versão final do sistema.

Na época, quem teve acesso a esse beta disse que o recurso era sensível demais. É esperado que no Android 12 a ferramenta permita ajustar o telefone para reconhecer apenas toques firmes na parte de trás. Assim, deverá evitar toquinhos acidentais. Além disso, o Android 12 permitiria que o "Columbus" fosse totalmente desativado nas configurações.

As especulações dizem que o Google deve adicionar ainda mais controles e configurações de permissões de uso de aplicativos.

Ainda não há uma data para que a nova versão do sistema operacional seja lançada, mas a expectativa é que isso deve acontecer em setembro, tomando como base os lançamentos de anos anteriores.

"Tendo essas datas em mente, nós presumimos que a versão pública do Android 12 será lançada em agosto ou setembro. Um lançamento em setembro parece mais provável entre os dois, já que os fluxos de trabalho ainda são restritos com os funcionários do Google trabalhando em casa [por causa da pandemia]", diz o texto do site Android Central, site especializado no sistema operacional.