PUBLICIDADE
Topo

YouTube sofre instabilidade e fica fora do ar; Felipe Neto fala em prejuízo

YouTube web - NordWood Themes (Unsplash)/Reproduç
YouTube web
Imagem: NordWood Themes (Unsplash)/Reproduç

De Tilt, em São Paulo

11/11/2020 22h52

O YouTube, maior plataforma de compartilhamento de vídeos, pertencente ao Alphabet Inc., do Google, sofreu instabilidade e ficou fora do ar na noite de hoje. O problema afetou ao menos 286 mil usuários ao redor do mundo, de acordo com o site de monitoramento Downdetector.com. Um deles foi o youtuber brasileiro Felipe Neto, que reclamou de prejuízo de cerca de R$ 18 mil com o seu canal fora do ar por duas horas.

"Se você está tendo problemas para assistir a vídeos no YouTube agora, não está sozinho - nossa equipe está ciente do problema e trabalhando para corrigi-lo. Seguiremos aqui com todas as atualizações", escreveu a equipe do YouTube, no Twitter.

Há também relatos de instabilidade em outros serviços do Google, como o YouTube TV e o serviço de vídeo on demand Google TV.

No Brasil, reclamações de internautas que enfrentaram problemas na plataforma começaram a pipocar por volta das 21 h. O youtuber Felipe Neto, por exemplo, que possui 40,3 milhões de inscritos em seu canal no site, chamou a instabilidade de "bizarrice".

Aos seus seguidores, Felipe Neto reclamou de prejuízo de cerca de US$ 3,3 mil (cerca de R$ 17,8 mil, na cotação atual) por duas horas de seu canal fora do ar, em pleno horário nobre.

"O YouTube caiu no mundo inteiro. Bizarro", classificou o influenciador em seu perfil no Twitter. Em seguida, Neto fez as contas do prejuízo. "Calculando os danos... A queda do YouTube por 2 horas, durante horário nobre, fez meu canal deixar de fazer 1.6 milhão de visualizações durante o período. Tive em torno de US$ 3.3 mil de prejuízo, o que dá aproximadamente R$ 17.7 mil. Bizarro", ressaltou.

Outros usuários também protestaram contra a queda generalizada. "E eu achando que era o problema era minha internet, mas na verdade foi o YouTube que caiu", contou um deles. "Todo mundo ligando e desligando os roteadores pensando que era problema no wi-fi", afirmou outro. "Todo mundo vindo fazer 'reunião de emergência' no Twitter para saber se o YouTube caiu", brincou um terceiro.