PUBLICIDADE
Topo

5G, tela nas bordas e câmera de 108 MP: Edge+ é volta da Motorola aos tops

Motorola Edge+, novidade top de linha da marca - Divulgação
Motorola Edge+, novidade top de linha da marca Imagem: Divulgação

Gabriel Francisco Ribeiro

De Tilt, em São Paulo

22/04/2020 13h00

Sem tempo, irmão

  • Motorola volta a ter um celular top de linha no mercado
  • Empresa confirmou lançamento dos celulares Motorola Edge e Edge+
  • Entre os destaques, estão 5G, tela nas bordas, câmera de 108 MP e muita bateria
  • Aparelhos não têm preço e data para chegar ao Brasil

Após alguns anos, a Motorola está de volta à briga dos celulares tops de linha. A empresa confirmou nesta quarta-feira (22) que seus próximos smartphones são voltados para o mercado premium: os Motorola Edge e Motorola Edge+, apesar de só este último fazer mais jus ao termo "top de linha".

O Moto Z2 Force, lançado em 2017, foi o último top de linha da Motorola no Brasil. Depois dele veio o dobrável Moto Razr, que custa mais caro do que os modelos premium, mas tem configurações inferiores aos tops de linha.

Já os novos Edge chegarão ao país, mas ainda não sabemos a data de lançamento e os preços - nos Estados Unidos estará disponível a partir de 14 de maio custando US$ 699 (Edge) e US$ 999 (Edge+), este último um valor semelhante a tops de linha atuais.

"Nosso foco nas famílias intermediárias não mudou. Mas nós queremos reentrar nos tops de linha. Os intermediários seguem como uma área chave, mas o pedido por um top de linha era antigo entre os usuários", afirma Thomas Milner, chefe global de marketing da Motorola.

A empresa diz que, a princípio, todo o material de vendas será direcionado para o online devido à pandemia. Ela diz analisar as mudanças no perfil do consumidor e que as pessoas "estão mais tempo conectadas devido ao coronavírus, usando o celular".

O modelo parece uma aposta interessante da marca. Com design robusto e telona até nas bordas, ele ainda se destaca por ter três câmeras traseiras (incluindo uma de 108 MP, como rivais da Xiaomi e Samsung), processador turbinado e ainda chegará ao Brasil com 5G, apesar do país ainda não disponibilizar a tecnologia de dados móveis.

Design que lembra concorrentes

O Motorola Edge e o Edge+ vêm com um design bem bacana, na linha dos tops de linha concorrentes. A frente do celular é quase inteira preenchida pela tela. A Motorola se esforçou para finalmente chegar às bordas mínimas de rivais como a Samsung.

Motorola Edge+ rem muitas semelhanças com a linha Galaxy S, da Samsung - Divulgação - Divulgação
Motorola Edge+ rem muitas semelhanças com a linha Galaxy S, da Samsung
Imagem: Divulgação

A exceção fica para um pequeno furo para a câmera frontal no topo superior esquerdo, lembrando muito os últimos tops de linha da Samsung como S10, Note 10 e S20 —a diferença é só na posição do furo. Tanto o Edge quanto o Edge+ têm tela gigante de 6,7 polegadas (17 cm) Full HD+ com qualidade Oled.

A semelhança com a linha Galaxy S da Samsung é reforçada pela novidade que dá o nome aos aparelhos: a tela edge na borda dos aparelhos, chamada pela Motorola de "endless efge".

Assim como a Samsung já faz desde o Galaxy S6, os novos Motorola têm telas curvas nas bordas para dar mais imersão aos usuários. A Motorola diz que a tela terá comandos personalizados para os usuários, além de tecnologias que evitam cliques acidentais —algo que costuma rolar nos aparelhos da Samsung. Só vamos saber se é real depois de avaliar.

Um fator bacana é que a tela edge pode ser ativada ou desativada, se o usuário preferir. Ela é automaticamente desligada quando o celular fica com pouca bateria, e assim ficará com o convencional corte retangular.

Motorola Edge na cor preta - Divulgação - Divulgação
Motorola Edge na cor preta
Imagem: Divulgação

O design dos aparelhos também é elegante na traseira, apesar das estranhas lentes com tamanhos diferentes. O Edge será disponibilizado nas cores preto e magenta, enquanto o Edge+ virá nas cores cinza e vinho.

Câmeras

São três câmeras traseiras e uma frontal nos dois celulares. Os tipos de sensores nas câmeras são os seguintes:

  • Uma principal traseira (64 MP no Edge e 108 MP no Edge+)
  • Uma grande angular e macro traseira (16 MP em ambos)
  • Uma teleobjetiva traseira (8 MP em ambos)
  • Uma câmera frontal (25 MP em ambos)

Com o conjunto, o Edge promete fotos com qualidade em vários tipos de iluminação, além de uma resolução poderosa. Entre as novidades, está um modo noturno avançado que não precisa esperar o processamento da foto e que também funcionará na câmera frontal.

O modo retrato, que desfoca o fundo da foto, foi melhorado. Os vídeos também poderão ter o recurso, algo que já é visto nos últimos tops de linha da Samsung. A empresa ainda diz ter aprimorado a estabilização de vídeos para evitar os tremeliques naturais com celulares.

5G e poderoso

Na parte interna, o Edge+ vem com o Snapdragon 865, o mais poderoso processador da Qualcomm e o mesmo embarcado em outros tops de linha Android pelo mundo. O Edge, por sua vez, terá um processador inferior, o Snapdragon 765.

Uma grande novidade é que eles virão ao Brasil na versão com 5G habilitado, em uma estratégia curiosa da Motorola. Outras marcas têm preferido trazer celulares em versões 4G, já que o Brasil ainda não tem data para contar com a nova tecnologia de comunicação móvel.

Motorola Edge, com tela curva nas bordas - Divulgação - Divulgação
Motorola Edge, com tela curva nas bordas
Imagem: Divulgação

"A licitação [do 5G] esta mais voltada para 2021, mas as frequências estão sendo implementadas, e quando o consumidor viajar, vai ter experiência com o 5G no exterior", diz Thiago Masuchette, chefe de produtos da Motorola Brasil.

Em termos de memória, o Edge tem variações de 4 GB ou 6 GB de RAM e 128 GB de armazenamento interno. Já o Edge+ vem com 12 GB de RAM e 256 GB de memória interna.

Na bateria, o Edge terá 4.500 mAh, enquanto o Edge+ contará com 5.000 mAh. A Motorola aponta que essa capacidade é suficiente para dois dias de uso.

Celulares chegam com leitor de digitais embutido na tela - Divulgação - Divulgação
Celulares chegam com leitor de digitais embutido na tela
Imagem: Divulgação

Entre os recursos extras, os celulares terão leitor de digitais embutido embaixo da tela, assim como aparelhos rivais da Samsung. Um ponto negativo dos modelos da Motorola é que contam com certificação IP64, que protegem apenas contra contatos acidentais com água ou chuva leve. Outros tops de linha da Apple, Huawei e Samsung contam com proteções até contra mergulhos.

Ambos os aparelhos chegam com o Android 10 "mais puro possível e sem aplicativos extras", segundo a Motorola. Existe uma nova interface chamada My UX que deixará usuários personalizarem o celular com gestos para ativar lanterna ou ligar câmera, por exemplo.

Ficha técnica

Motorola Edge

Tela: 6,7 polegadas Oled Full HD+
Dimensões: 161,64 x 71,1 x 9,29 mm; 188 g
Memória: 4 GB ou 6 GB de RAM e 128 GB de armazenamento
Câmeras: traseira tripla (principal de 64 MP, grande angular/macro de 16 MP e teleobjetiva de 8 MP) e frontal (25 MP)
Sistema operacional: Android 10
Processador: Snapdragon 765
Bateria: 4.500 mAh
Cores: preto e magenta

Motorola Edge+

Tela: 6,7 polegadas Oled Full HD+
Dimensões: 161,1 x 71,4 x 9,6 mm; 203 g
Memória: 12 GB de RAM e 256 GB de armazenamento
Câmeras: traseira tripla (principal de 108 MP, grande angular/macro de 16 MP e teleobjetiva de 8 MP) e frontal (25 MP)
Sistema operacional: Android 10
Processador: Snapdragon 865
Bateria: 5.000 mAh
Cores: cinza e vinho