PUBLICIDADE
Topo

Que tal um hotel no espaço com vista para a Terra? Está nos planos da Nasa

Já pensou ver o planeta Terra na varanda do seu quarto?  - Tripulação da Apollo 17/Nasa
Já pensou ver o planeta Terra na varanda do seu quarto? Imagem: Tripulação da Apollo 17/Nasa

Marcella Duarte

Colaboração para Tilt

12/03/2020 04h00

Sem tempo, irmão

  • Férias no espaço custarão pelo menos US$ 50 milhões
  • Hotel terá grandes janelas de observação e wi-fi
  • Contrato com a startup Axiom é de US$ 140 milhões
  • Primeiro módulo poderá ficar pronto em quatro anos
  • Nasa precisa gerar renda com ISS para poder avançar na exploração espacial

Já pensou olhar para janela de manhã e ver... a Terra? Pois isso pode ser tornar realidade nos próximos anos - se você tiver alguns milhões para gastar.

A Nasa está preparando o primeiro destino comercial no espaço. Será, basicamente, um hotel de luxo, acoplado à Estação Espacial Internacional (ISS).

O hotel espacial será construído pela empresa privada Axiom Space, de Houston, no Texas. Um contrato de US$ 140 milhões estabelece que pelo menos um módulo habitável seja entregue nos próximos sete anos.

Em um comunicado, a startup disse que o módulo terá janelas gigantes para observação do espaço, comunicações de banda larga com a Terra, para que sua estadia na gravidade zero seja o mais confortável possível. Ele poderá ser lançado daqui a quatro anos, já no segundo semestre de 2024.

Mas, nessa época o preço de uma viagem para o espaço ainda será exorbitante, então o hotel será destino de férias para alguns poucos super-ricos. Mike Suffredini, executivo-chete da Axiom, acredita que o bilhete custará pelo menos US$ 50 milhões. "É um pechincha!", disse ao New York Times.

"Vai ter wi-fi. Todo mundo estará online. Podem fazer ligações, dormir, olhar pela janela... As poucas pessoas que já foram para o espaço como turistas não tiveram uma experiência luxuosa, foi quase como acampar. Mas logo mandaremos mordomos com cada tripulação", disse Suffredini na mesma entrevista.

De acordo com a Nasa, o objetivo é fomentar uma economia na órbita baixa da Terra, gerando recursos para poder avançar na exploração do espaço profundo. A abertura da Estação Espacial para projetos comerciais independentes e a criação de destinos turísticos são pontos-chave desse plano.

Em resumo, enquanto não chegamos à Lua ou à Marte, começamos pela ISS.

SIGA TILT NAS REDES SOCIAIS