PUBLICIDADE
Topo

S20 chegou! Celulares poderosos da Samsung custarão até R$ 8.499 no Brasil

Gabriel Francisco Ribeiro

De Tilt, em São Paulo

11/03/2020 20h39Atualizada em 12/03/2020 10h27

Sem tempo, irmão

  • Galaxy S20, S20+ e S20 Ultra foram lançados hoje no Brasil pela Samsung
  • Modelos chegam ao país um mês após lançamento internacional
  • Entre os destaques, estão zoom de 100x, telona em todos e câmera de 108 MP
  • Linha é sucessora do Galaxy S10 lançado no ano passado

Os Galaxy S20, S20+ e S20 Ultra foram lançados oficialmente pela Samsung no Brasil nesta quarta-feira (11), em evento realizado em São Paulo. Um mês após o anúncio dos smartphones poderosos da marca nos Estados Unidos, os aparelhos chegam ao país com preços que variam entre RS 5.499 e R$ 8.499. Tilt já está testando o S20 Ultra e traz em breve o review completo para você do novo celular.

As novidades têm como destaques uma tela gigante em toda a linha (entre 6,2 polegadas e 6,9 polegadas, ou 15,7 e 17,5 cm), processamento poderoso, muita bateria e, mais importante, várias novidades nas câmeras. O zoom de até absurdos 100x e a lente com 108 MP são bons exemplos. Recursos antes exclusivos de iPhones agora chegam também à linha Galaxy.

Os modelos são sucessores do Galaxy S10 lançado no ano passado. A Samsung decidiu mudar a nomenclatura da linha S pulando do 10 para o 20 por causa do ano de 2020. A marca deu a entender que essa nomenclatura seguirá pelos próximos anos —então podemos esperar um S21 no ano que vem.

No Brasil, os celulares terão as seguintes variações e preços:

S20:

128 GB de armazenamento: R$ 5.499

S20+:

128 GB de armazenamento: R$ 5.999

S20 Ultra:

128 GB de armazenamento: R$ 7.999
512 GB de armazenamento: R$ 8.499

A pré-venda começa nesta quinta (12). Quem comprar até 2 de abril vai ganhar um Galaxy Watch Active 2. Eles chegam nas seguintes cores: cinza, azul e rosa (S20), preto, azul e cinza (S20+), além de preto (S20 Ultra). No Brasil, os modelos serão lançados apenas na versão 4G, já que ainda não temos a tecnologia 5G por aqui. Abaixo, saiba tudo o que os celulares têm.

Além do S20, a Samsung iniciará a partir de agora as vendas do Galaxy Z Flip. A data da comercialização do celular dobrável e o valor de R$ 8.999 já haviam sido anunciadas pela empresa em fevereiro.

Visual dos Galaxy S20 (modelos das pontas) e do Galaxy S20 Ultra (meio) - Gabriel Francisco Ribeiro/Tilt
Visual dos Galaxy S20 (modelos das pontas) e do Galaxy S20 Ultra (meio)
Imagem: Gabriel Francisco Ribeiro/Tilt

Telona em todos

Se no ano passado a linha S tinha o Galaxy S10e com uma tela de 5,8 polegadas, este ano todos os modelos da linha passam das seis polegadas. O Galaxy S20 vem com tela de 6,2 polegadas, o S20+ tem 6,7 polegadas e o S20 Ultra tem absurdos 6,9 polegadas —tamanho inferior apenas ao do Galaxy Fold.

As telas ainda têm a qualidade Amoled Dinâmico, com resolução Quad HD+. Uma novidade é que as telas têm uma taxa de atualização de 120 Hz, o que possibilita transições mais suaves entre apps e aberturas mais rápidas. Por padrão, o celular virá com 60 Hz, mas os 120 Hz podem ser ativados nas configurações. Ativei isso nos meus testes e percebi que a bateria desgasta muito mais, o que deixa a configuração menos legal.

Galaxy S20 manteve o entalhe discreto na tela - Gabriel Francisco Ribeiro/Tilt
Galaxy S20 manteve o entalhe discreto na tela
Imagem: Gabriel Francisco Ribeiro/Tilt

Nos testes iniciais de Tilt com o S20 Ultra, o tamanho parece exagerado. É difícil mexer em um celular com o tamanho de 6,9 polegadas, com a tela edge (curvada) dos lados deixando mais incômodo ainda e trazendo cliques involuntários. Apesar disso, a tela é ótima para ver conteúdos como séries e filmes, claro.

Visual

O design dos três celulares segue o mesmo padrão. Na frente, o furo na tela está centralizado igual ao do Note 10, diferentemente do S10 do ano passado, que era no canto superior direito. A Samsung afirma que o espaço para a câmera frontal está ainda menor e que as bordas estão menores. E, de fato, dá para ver que as bordas da tela estão cada vez mais imperceptíveis.

Visual do Galaxy S20+ - Gabriel Francisco Ribeiro/Tilt
Visual do Galaxy S20+
Imagem: Gabriel Francisco Ribeiro/Tilt

Já na traseira o aparelho vem com um corpo de vidro elegante, seguindo com cantos arredondados. Assim como o iPhone 11— e os seguintes Pixel 4, Galaxy A51, Galaxy A71, Galaxy S10 Lite e Galaxy Note 10 Lite, todos os S20 possuem uma moldura para a câmera traseira, que uns gostam e outros desgostam.

Galaxy S20 Ultra tem uma tela de 6,9 polegadas - Gabriel Francisco Ribeiro/Tilt
Galaxy S20 Ultra tem uma tela de 6,9 polegadas
Imagem: Gabriel Francisco Ribeiro/Tilt

Câmeras: zoom de 100x, modo inovador e mais inteligência

As câmeras do S20 são um caso à parte. Os aparelhos vão ter pequenas variações entre eles, mas o mais impressionante, claro, será o Ultra.

As configurações deles ficam assim:

  • Galaxy S20: câmera traseira tripla (principal de 12 MP, grande angular de 12 MP e teleobjetiva de 64 MP) e câmera frontal de 10 MP;
  • Galaxy S20+: câmera traseira quádrupla (principal de 12 MP, grande angular de 12 MP e teleobjetiva de 64 MP + recurso Time of Flight, que mede distância de objetos) e câmera frontal de 10 MP;
  • Galaxy S20 Ultra: câmera traseira quádrupla (principal de 108 MP, grande angular de 12 MP e teleobjetiva de 48 MP + Time of Flight, que mede distância de objetos) e câmera frontal de 40 MP.

O mais interessante da câmera está nas possibilidades abertas por esse sistema. A começar pelo zoom. O Galaxy S20 e o S20+ terão um zoom máximo de 30x, enquanto o Ultra terá um zoom de absurdos 100x. A Samsung explica que esse é um zoom híbrido que mistura digital e óptico (o óptico, em que não há perda de qualidade na foto, será de 6x).

Galaxy S20 Ultra tem um conjunto de 4 câmeras (principal de 108 MP, grande angular de 12 MP e teleobjetiva de 48 MP) - Gabriel Francisco Ribeiro/Tilt
Galaxy S20 Ultra tem um conjunto de 4 câmeras (principal de 108 MP, grande angular de 12 MP e teleobjetiva de 48 MP)
Imagem: Gabriel Francisco Ribeiro/Tilt

A câmera da versão Ultra ainda terá um sistema inteligente que percebe quando a luminosidade está baixa, aumentando o sensor de captura. Essa tecnologia, segundo apontou a Samsung, transforma nove pontos da imagem em um. O modo noturno segue normalmente em toda a linha, assim como os melhoramentos e detecções de falhas por inteligência artificial.

A câmera do Ultra realmente tem impressionado nos primeiros testes da reportagem. O modo noturno é espetacular e as fotos ficam com ótima qualidade em qualquer tipo de iluminação. O zoom de 100x é impressionante, mas é difícil tirar uma boa foto com ele: qualquer leve tremida na mão afeta muito uma imagem com um zoom desse e o ideal é você ter um apoio para ganhar estabilidade.

O celular ainda será capaz de gravar vídeos em 8K com a câmera traseira. A gravação, em geral, também foi melhorada com o recurso de superestabilização, uma espécie de modo de câmera de ação.

Até aqui, novidades interessantes. Mas a parte mais inovadora da nova linha da Samsung é o modo "Single Take". Ele é perfeito para quem tem dúvidas de qual lente usar para uma foto. Ao ser ativado, o celular começará a registrar fotos e vídeos automaticamente de vários modos por até 10 segundos.

O resultado é um pacote com diferentes opções: cortes, melhor momento (com inteligência artificial), foto na grande angular, foto no foco dinâmico, foto com filtro, além de vídeos no modo original e versões como avanço rápido.

Recursos similares ao iPhone

Os novos S20 também vão trazer recursos de software similares aos iPhones. Uma das novidades é uma espécie de "Facetime da Samsung e do Android".

Os celulares Galaxy poderão efetuar chamadas de vídeo entre si diretamente pelo aplicativo de telefone. Isso foi alcançado por meio de uma integração com o Google Duo. A novidade suporta até oito pessoas na conversa, com resolução Full HD.

Outra novidade é chamada de QuickShare e lembra um pouco o AirDrop da Apple. Neste modo, usuários Galaxy poderão transferir arquivos entre si com celulares Galaxy próximos. Só pessoas com celulares da Samsung atualizados para o Android 10 poderão usar o recurso.

Desempenho e bateria turbinados

Como é tradicional na linha S, os novos celulares da Samsung terão desempenho e baterias melhores. O processador, por exemplo, é um Exynos 990, que é no mesmo nível do Snapdragon 865, o top de linha deste ano da Qualcomm.

Já a bateria varia entre os celulares. O S20 terá 4.000 mAh, o S20+ 4.500 mAh e o S20 Ultra 5.000 mAh. Todos terão um carregador rápido de 25W na caixa. Já posso adiantar que a do S20 Ultra tem durado bastante, mas o desempenho cai muito quando é usada a taxa de atualização de 120 Hz na tela - essa configuração é bem "gastona".

Pela primeira vez, a Samsung ainda oferecerá um celular com 16 GB de RAM com o S20 Ultra - ele também terá uma versão com 12 GB de RAM. Já o S20 e S20+ virão com variações entre 8 GB e 12 GB de RAM. Em termos de armazenamento, os três modelos oferecem variações entre 128 GB e 256 GB, mas o S20 Ultra também tem um modelo com capacidade de 512 GB. Todos esses tamanhos se referem ao lançamento internacional.

Ficha técnica: Galaxy S20

Tela: 6,2 polegadas Amoled Dinâmico Quad HD+
Processador: Exynos 990
Câmeras: traseira tripla (principal de 12 MP, grande angular de 12 MP e teleobjetiva de 64 MP) e frontal (10 MP)
Memória: 8 GB/12 GB de RAM e 128/256 GB de armazenamento
Sistema operacional: Android 10
Bateria: 4.000 mAh

Ficha técnica: Galaxy S20+

Tela: 6,7 polegadas Amoled Dinâmico Quad HD+
Processador: Exynos 990
Câmeras: traseira quádrupla (principal de 12 MP, grande angular de 12 MP e teleobjetiva de 64 MP, além de sensor ToF) e frontal (10 MP)
Memória: 8 GB/12 GB de RAM e 128/256 GB de armazenamento
Sistema operacional: Android 10
Bateria: 4.500 mAh

Ficha técnica: Galaxy S20 Ultra

Tela: 6,9 polegadas Amoled Dinâmico Quad HD+
Processador: Exynos 990
Câmeras: traseira quádrupla (principal de 108 MP, grande angular de 12 MP e teleobjetiva de 48 MP) e frontal (10 MP)
Memória: 12 GB/16 GB de RAM e 128/256/512 GB de armazenamento
Sistema operacional: Android 10
Bateria: 5.000 mAh

SIGA TILT NAS REDES SOCIAIS