Topo

#ficadica


Calor faz mal? E carregar até 100%? Entenda mitos sobre bateria do celular

Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Nicole D'Almeida

Colaboração para Tilt

09/11/2019 04h00

Ninguém gosta de ficar sem bateria no celular no meio do dia. Por isso, a duração dela é uma das maiores preocupações dos usuários quando vão comprar um aparelho.

O que não falta é boato sobre as melhores práticas para economizar a bateria, mas eles procedem? Conversamos com especialistas de algumas marcas para conferir o que é verídico ou apenas um mito.

Deixar o aparelho em lugares muito quentes ou frios prejudica a bateria?

VERDADE. A maioria das baterias atuais são feitas de íon de lítio, o que ajuda no carregamento mais rápido e armazenamento de mais energia, diferentemente das antigas. Entretanto, essas baterias são mais sensíveis a temperaturas extremas.

"Em temperaturas muito elevadas o líquido presente entre as placas da bateria pode danificar as estruturas internas e até provocar seu rompimento, o que pode acarretar incêndios e acidentes graves. Já temperaturas mais baixas favorecem o funcionamento das baterias. Contudo, podem ser prejudiciais aos circuitos elétricos, pois ao aquecer novamente, pequenas gotas de água se formam, causando, em casos extremos, oxidação e falhas por conta da corrosão", explica Guille Freire, executivo-chefe da Trocafone.

Fechar aplicativos economiza a bateria?

DEPENDE. De acordo com Freire e Henrique da Costa, gerente de produto da Asus Brasil, é verdade. Os aplicativos que rodam em segundo plano e fazem uso de redes de wi-fi, celular e GPS aumentam o uso da CPU, precisando, assim, de mais energia.

Para Renato Citrini, gerente de produto de celulares da Samsung Brasil, não há necessidade de fechar os aplicativos logo depois de usá-los porque "os hábitos do usuário são percebidos pelo sistema operacional, e, após um certo tempo de utilização, ele consegue otimizar o uso da bateria de acordo com o padrão de uso."

A cada atualização do sistema o tempo de vida da bateria pode diminuir?

MITO. As atualizações do sistema são feitas para melhorar e aprimorar o funcionamento do aparelho, corrigindo também falhas no sistema operacional. Exemplo disso são os modos de economia de energia e noturno, que as marcas vêm implementando nos sistemas.

Deixar o aparelho carregando por muito tempo, após completar 100%, estraga a bateria?

MITO. Os carregadores possuem uma inteligência que corta a entrega de energia para aparelho após a carga completar 100%.

Entretanto, é importante que os acessórios sejam originais. "O carregador original do smartphone já sai de fábrica com as condições corretas e utilizar itens não oficiais pode fazer com que essa e outras funcionalidades sejam prejudicadas", lembra Renato Citrini.

O ideal é manter a bateria entre 40% e 80%?

VERDADE e MITO. Manter a bateria essas porcentagens ajuda sim a prolongar a vida útil da mesma porque ela estará recebendo menos estresse, ou seja, a quantidade de íons de deslocando a cada carga é menor.

Entretanto, "os fabricantes normalmente já configuram as baterias para utilizarem apenas 50% da capacidade real do componente a fim de aumentar a quantidade de ciclos de carga. Assim podemos utilizar a bateria plenamente sem danificar a mesma", explica Freire.

Mas esse tema tem alguma controvérsia. De acordo com Renato Citrini, a carga completa não influencia no desempenho das baterias de íon de lítio.

Carregar o aparelho até 100% e depois deixar a bateria descarregar completamente o prejudica?

VERDADE e MITO. Não é o ideal, pois cargas completas desgastam a bateria de forma mais rápida, reduzindo, assim, a vida útil.

Como os fabricantes já configuram as baterias para permitirem o aproveitamento total, não há nenhum prejuízo nessa situação.

É preciso esperar a bateria descarregar completamente para carregar o aparelho novamente?

MITO. Não é aconselhável deixar a bateria descarregar totalmente, "pois em alguns casos a bateria não consegue iniciar um novo ciclo de carga e em casos mais extremos necessita ser substituída", explica Freire.

Pode usar o aparelho ao mesmo tempo que ele está conectado na tomada?

VERDADE. Não há nenhum problema em utilizar o aparelho conectado na tomada, mas o tempo de carregamento será maior, naturalmente.

Os especialistas advertem duas coisas:

  • só é recomendado se os acessórios forem originais.
  • em caso de aquecimento do aparelho, suspender o uso por um tempo até que ele resfrie e volte a temperatura natural.

Carregadores não oficiais podem prejudicar a bateria?

VERDADE. Carregadores não oficiais prejudicam a bateria, o aparelho e podem pôr em risco a vida dos usuários. Isso porque "vários carregadores não oficiais eliminam vários itens de segurança para redução de custos, que podem não só prejudicar a bateria como também colocar em risco o uso durante a carga por falta de isolação suficiente", explica Henrique da Costa.

Reiniciar o aparelho ajuda a salvar a bateria?

VERDADE e MITO. Reiniciar o aparelho reduz a quantidade de tarefas que estão sendo executadas, além de corrigir erros de execução ou parar algum serviço que não pode ser fechado com o celular ligado.

Entretanto, fechar tarefas que estão rodando em segundo plano pode ser feito rapidamente sem a necessidade de ligar e desligar o aparelho.

#ficadica