Topo

Identidade roubada: foto do médico Fernando Gomes é usada em fraudes online

Médico Fernando Gomes Pinto ao lado da apresentadora Fátima Bernardes - Ag.News
Médico Fernando Gomes Pinto ao lado da apresentadora Fátima Bernardes Imagem: Ag.News

Márcio Padrão

De Tilt, em São Paulo

19/10/2019 16h50

Sem tempo, irmão

  • Fernando Gomes, conhecido até pela TV no Brasil, tem seu rosto usado em scam
  • Golpe convence vítima a se apaixonar e depois depositar dinheiro para criminoso
  • Rosto do médico é um dos preferidos dos golpistas; já criaram 400 perfis com sua foto
  • Dois golpistas nigerianos foram presos na Espanha; médico vem denunciando contas

O rosto de Fernando Gomes, neurocirurgião brasileiro e blogueiro de Vivabem, portal de saúde do UOL, é bastante conhecido aqui e em outros países. Mas em alguns casos, é uma má fama —motivada não por culpa dele, mas porque criminosos internacionais têm usado seu rosto em fraudes online sem o seu consentimento.

O El Mundo, um dos maiores jornais da Espanha, publicou uma reportagem neste sábado (19) em que destaca que uma quadrilha nigeriana usa as fotos de Gomes para criar perfis falsos no Instagram e Facebook. O objetivo é scam, isto é, um golpe que tem como objetivo convencer a vítima a liberar dinheiro para o criminoso. Já foram mais de 400 perfis falsos descobertos.

O rosto de Gomes acabou atraindo a atenção dos criminosos, que coletaram várias fotos tiradas das redes sociais dele para usar como avatar dos perfis e assim abordam mulheres com conversas sedutoras. O objetivo é, em determinado momento, convencê-las a se apaixonar e dar dinheiro a uma conta pertencente ao falsário.

Não para nas fotos. Até mesmo um vídeo real de Fernando, falando sobre seu trabalho como médico, teve seu áudio alterado para trazer um conteúdo romântico, como se fosse ele falando.

O Fernando fake —na verdade, um personagem de "médico americano" com nomes como Michael, Douglas, Alexander ou Tom, dependendo do perfil— fabricava lorotas como "estou enviando meu carro a você, mas para liberá-lo é preciso que você [a mulher, vítima] declare o valor com um depósito de tantos mil euros para a Receita Federal do país". Ou "meu filho está doente e preciso de um empréstimo para o tratamento. Você pode me ajudar?". Quando o depósito é realizado, o "médico" desaparece da vida da vítima.

O perfil das vítimas costuma ser de mulheres de meia idade solteiras ou viúvas, e os criminosos aproveitam a carência emocional delas para soltar a "isca". A reportagem do El Mundo cita que dois nigerianos foram presos na cidade espanhola de Alicante por conseguir até meio milhão de euros de 30 mulheres. Mas pelas contas de Fernando Gomes, entre 100 e 200 mulheres já o abordaram no último ano sobre isso.

Exemplo de conta falsa do Instagram com a foto de Fernando Gomes - Reprodução
Exemplo de conta falsa do Instagram com a foto de Fernando Gomes
Imagem: Reprodução

O neurocirurgião já foi procurado ou já soube de vítimas nos EUA, Japão, Noruega, Alemanha, Portugal, Romênia, Canadá, Porto Rico e México. Até no Brasil, mesmo que seja aqui um rosto conhecido da TV —já apareceu regularmente na Globo e Band— e os fakes escrevam geralmente em espanhol ou inglês.

O descaramento leva até a tentarem o scam contra amigos ou seguidores de Gomes nas redes sociais. "Algumas pessoas próximas desconfiaram achando que ia abordá-las, achando que estava flertando com elas". A mulher do médico também é implicada.

Minha mulher sabe de tudo e até orienta as vítimas que a procuram, mas o grau de envolvimento é delas às vezes é tão grande que acham que não é verdade
Fernando Gomes

Não se sabe ao certo se mais criminosos de outras nacionalidades usam a foto do médico, mas a Nigéria é um dos maiores berços das fraudes online, além da Rússia, China e, claro, Brasil.

Para combater a situação, Fernando fez um boletim de ocorrência em São Paulo e documentou na Justiça provas de sua idoneidade, para se precaver de possíveis processos internacionais. Também denuncia os golpes às plataformas e faz avisos em suas redes sociais, além de lembrar que seus perfis verdadeiros usam selos azuis de verificação. Suas contas reais, tanto no Instagram quanto no Facebook, usam o nick "drfernandoneuro".

Um momento mais crítico, para ele, é quando chegaram até a forjar um passaporte americano falso com sua foto. "Imagina se isso vira um problema cruzando a fronteira", diz.

SIGA TILT NAS REDES SOCIAIS

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Segurança