Topo

Marinha dos EUA confirma veracidade de vídeo do Pentágono com possível OVNI

De Tilt, em São Paulo

18/09/2019 20h49Atualizada em 19/09/2019 13h30

Em dezembro de 2017 e março de 2018, o jornal norte-americano The New York Times divulgou três vídeos secretos do governo dos Estados Unidos mostrando pilotos da Marinha dos Estados Unidos perseguindo objetos voadores não identificados - que se moviam em velocidade hipersônica, a milhares de pés acima da Terra, sem asas, motores ou sinais visíveis de propulsão.

Joseph Gradisher, porta-voz do vice-chefe de operações navais da Marinha, enviou uma declaração ao site The Black Vault confirmando a veracidade dos vídeos com os "fenômenos aéreos não identificados", acrescentando ainda que não houve qualquer edição nas gravações.

Objetos ainda não foram identificados com sucesso como qualquer tipo conhecido de aeronave - Reprodução
Objetos ainda não foram identificados com sucesso como qualquer tipo conhecido de aeronave
Imagem: Reprodução

Os objetos ainda não foram identificados com sucesso como qualquer tipo conhecido de aeronave.

Segundo Joseph, as imagens nunca deveriam ter chegado ao conhecimento público. Reporta-se ainda que os vídeos foram divulgados inadequadamente por um ex-funcionário do Pentágono, que pediu permissão para compartilhar entre agências do governo para uma espécie de banco de dados sobre veículos aéreos não tripulados.

Não é possível dizer que tais objetos sejam domínios de "alienígenas". No entanto, como apontou o The New York Times, na época da divulgação dos vídeos, é estranho que objetos "apareçam repentinamente a 80.000 pés e depois sejam arremessados em direção ao mar, estacionando a 20.000 pés e pairando".

Uma curiosidade é que os vídeos foram divulgados pelo NYT e pela To The Stars Academy of Arts & Science, uma organização criada pelo ex-vocalista e guitarrista da banda Blink-182 Tom DeLonge.

Mais Fique por dentro