Topo

Novos iPhones, Tag e mais: o que esperar do evento da Apple desta terça

Três novos iPhones devem dar as caras, mas evento não será só sobre isso - Arte/UOL
Três novos iPhones devem dar as caras, mas evento não será só sobre isso Imagem: Arte/UOL

Rodrigo Trindade

De Tilt, em São Paulo

10/09/2019 04h00

Sem tempo, irmão

  • Apple deve mostrar novos iPhones com principais novidades nas câmeras
  • Novas informações sobre serviços de assinatura e softwares também vão pintar
  • Apple Tag pode aparecer como a novidade no catálogo de produtos da marca

Já é tradição: chegou setembro e a Apple anuncia seu novo iPhone. Desta vez, a cerimônia foi marcada para esta terça-feira (10), às 14h (de Brasília), e será transmitida por Tilt com comentários em português em texto.

A edição deste ano tem tudo para ser marcante, já que 2019 tem se mostrado um ano de grandes mudanças para a Apple. As vendas de iPhones caíram, o designer Jonny Ive (responsável pela aparência dos icônicos produtos da marca) deixou a casa e uma série de serviços de assinatura (de revistas, TV e games) parecem ser a nova aposta da empresa.

Mas o evento de setembro tem como foco principal aqueles produtos que você pode comprar nas lojas, então a expectativa é maior para a nova geração dos iPhones, um novo Apple Watch e até pelo Apple Tag, um dispositivo que você poderá usar para rastrear onde estão objetos.

Os novos iPhones

Convenhamos, o que todo mundo quer saber é o que vai pintar de novidade para o mercado de smartphones. Assim como no ano passado, a Apple deve lançar três novos modelos, mas com uma diferença fundamental na nomenclatura. A expectativa é que o X saia do nome e os números voltem, com o iPhone 11 fazendo o papel do XR, o iPhone 11 Pro o do XS e o iPhone 11 Pro Max substituindo o XS Max.

Em termos de visual, a expectativa é que pouco mude na parte da frente dos celulares. Tudo indica que o iPhone 11 terá uma tela LCD de 6,1 polegadas com entalhe no topo, assim como os outros dois modelos herdarão dos antecessores o display Oled (de 5,8 e 6,5 polegadas) com a mesma "franjinha" no topo.

A mudança de design estará na traseira, já que todos os celulares deverão ter um "quadrado" onde ficarão acopladas as câmeras - duas para o iPhone 11, três para o 11 Pro e 11 Pro Max. Além de mais câmeras, os celulares devem fazer fotos melhores no escuro e filmar melhor.

Sobre outros tipos de renovação, espera-se o processador A13, maior resistência a água e queda, a capacidade de carregar dispositivos com a bateria do celular - na linha do que o Galaxy S10 introduziu - e um Face ID mais versátil.

Serviços e software

No primeiro semestre, a Apple apresentou seus planos de novos serviços de assinatura e as novas versões de seus cinco sistemas operacionais. A oportunidade chegou para dar mais detalhes sobre todos, especialmente datas de lançamento.

Começando pelos serviços, ainda não há data de lançamento para o Apple Arcade, o serviço de jogos - nós já o testamos! -, mas rumores indicam que ele chegará junto ao iOS 13. É bem provável que isso ocorra logo após a apresentação de hoje, o que também significará uma confirmação do preço desse pacote. Especula-se que ele custará US$ 4,99 por mês.

O mesmo mistério se aplica ao Apple TV Plus, o "Netflix da Apple", cujo lançamento é esperado para novembro com uma assinatura mensal de US$ 9,99. Isso tende a ficar mais claro durante o evento, que pode ser palco de um novo anúncio da empresa: um pacotão que reúna todas as assinaturas da empresa (Apple TV Plus, Music, Arcade, News Plus e o iCloud).

Quanto aos sistemas operacionais iOS 13, iPadOS, watchOS 6, tvOS e macOS Catalina, a expectativa é que a Apple revele datas de lançamento, ou até libere todos eles para download na própria terça-feira.

Watch, Tag, TV e o resto

Como é tradição, Apple Watch e Apple TV devem ganhar revisões de hardware com chips mais poderosos e novas funções. No caso do smartwatch, isso deve significar uma função de controle de sono, enquanto a Apple TV deve ganhar a compatibilidade com os jogos do Apple Arcade. Quem sabe a Apple mostra sua visão de um controle de videogame para acompanhar a novidade?

Enquanto esse último detalhe é mera especulação/desejo da minha parte, o Apple Tag é uma boa aposta de novo produto para dar as caras no evento. A empresa vinha trabalhando nesse dispositivo que tem como utilidade o rastreamento de objetos como chaves ou carteiras, que seriam encontrados a partir de "etiquetas inteligentes" com recursos como Bluetooth, NFC e alto-falante.

Além disso, devem pintar:

  • Novo MacBook Pro de 16 polegadas;
  • Data de lançamento do Mac Pro e do Pro Display XDR;
  • A tradicional surpresa da Apple.

Este último item é difícil de adivinhar. Talvez seja o Apple Tag, mas outros produtos podem cumprir esse papel: novos fones, novo HomePod, uma estação de carregamento para iPhones, Watches e AirPods ou até óculos de realidade aumentada, mas esse último é bem improvável - há patentes de 2015 e 2017 sobre esse produto, assim como rumores de que esse projeto foi cancelado antes de ser revelado.

SIGA TILT NAS REDES SOCIAIS

Mais Apple