Topo

Sua conexão anda ruim? Veja 10 dicas para tentar melhorá-la

Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Do UOL, em São Paulo

03/03/2019 04h00

Você sabia? Ao contratar um plano de internet, a velocidade que é estipulada pelo provedor se refere a alcançada pelo download.

Segundo a Anatel, a velocidade dessa conexão não deve ser inferior a 40% da velocidade que foi ofertada ao cliente. Ou seja, quando a prestadora oferece um pacote com velocidade de 1 Mbps, a velocidade não deve ser inferior a 400 kbps. A média mensal da velocidade não deve ser inferior a 80%.

Essa diferença costuma ser alvo de críticas, embora as operadoras aleguem sobrecarga e dificuldades técnicas:

"Não há justificativa para essa prática. Para qualquer outro tipo de serviço ou produto, o consumidor sempre paga pelo que consome. Por que no caso da internet o consumidor é obrigado a pagar pela velocidade máxima do plano, se ela não é a velocidade real que chega até ele?", diz  o presidente da Abusar.

Então, a primeira coisa que você precisa saber é se há uma discrepância entre o que paga e o que recebe, para saber se é o caso de reclamar com quem oferece a sua internet.

Teste sua velocidade

Existem muitos sites e app que mostram a velocidade de download e upload da internet que está usando. Eles servem para mostrar se a velocidade real confere com a prometida pelo serviço de banda larga que contratou.

A Anatel possui sua própria ferramenta (http://www.brasilbandalarga.com.br/bbl), mas basta procurar por "velocidade de conexão" ou "test speed" que você encontra várias.

Reposicione seu roteador sem fio

O roteador sem fio, se mal posicionado, pode distribuir mal o sinal e deixar sua internet mais lenta. Para melhorar isso, é recomendável colocar o equipamento em uma região central da casa e, de preferência, em um local elevado. Quartos, paredes e portas fechadas atrapalham a transmissão de sinal de uma rede sem fio.

Coloque senha no roteador e evite "parasitas" 

Tem gente que deixa o wi-fi sem senha, para não ter que se preocupar. Mas quanto mais pessoas penduradas na sua conexão, mais lenta ela irá ficar. Coloque uma senha e escolha bem quem vai usufruir da conexão que você paga.

Atualize seu navegador

Com a constante atualização de browsers, os desenvolvedores têm incluído cada vez mais mecanismos que deixam a navegação mais rápida. Logo, sempre é bom estar em dia com as atualizações. 

Limpe cache e histórico do navegador

Quando um computador acessa um site, ele armazena os arquivos da página para que, ao acessar novamente o mesmo site, você não precise "rebaixar" da internet aquelas informações gravadas. Em tese, quanto maior for o cache - arquivos temporários de páginas da internet - mais rápida pode ficar a navegação. Mas, ao mesmo tempo, um cache muito grande deixa o navegador pesado. Nesse caso é recomendável fazer uma faxina nos arquivos temporários. Os próprios navegadores têm ferramentas para limpar esse tipo de arquivo. 

Monitore

Se você precisa baixar algum arquivo grande, verifique se não há outros programas fazendo download de atualizações. Os programas que costumam fazem isso são o Adobe Reader e o Windows Update da Microsoft. Dependendo do número de atualizações e da gravidade, às vezes, vale à pena deixar para fazer atualizações em um horário com menos tráfego na internet ou de inatividade no computador.

Desabilite software P2P

Programas compartilhadores P2P são usados para trocas de arquivos. Quando ativos baixam (download) e enviam (upload) automaticamente arquivos de/para outros usuários. Se o internauta notar que o acesso a sites comuns está sendo prejudicado, é importante que ele feche esse tipo de programa, pois dependendo da fila de arquivos, a aplicação pode consumir muita banda.

Evite horário de pico

Como quase todo tipo de serviço, a internet também tem horários com maior tráfego, que acabam "congestionando" a rede. Eles variam no fim de semana ou durante o horário comercial, mas uma coisa é certa: na madrugada o trânsito é mais fluido.

Ligue para a empresa que fornece banda larga

Caso o usuário esteja recebendo uma banda muito menor que a contratada ou tenha dificuldades em acessar sites em específico, a primeira providência é ligar para o provedor do serviço de banda larga contratado e verificar se há algum problema.

Use um servidor DNS

Outra dica interessante - recomendada para usuários avançados - que pode aumentar a velocidade da internet é a configuração de um endereço DNS (Domain Name Service). Esse tipo de servidor funciona como uma espécie de "lista telefônica de sites", que faz com que o acesso à internet fique mais rápido.

Mais Dicas de tecnologia