PUBLICIDADE
Topo

Renato de Castro

Jovem cria app de aluguel de casinhas para pets espalhadas pela cidade

Renato de Castro
Imagem: Renato de Castro
Renato de Castro

Renato de Castro é expert em Cidades Inteligentes. É embaixador de Smart Cities do TM Fórum de Londres, membro do conselho consultivo global da Leading Cities de Boston e Volunteer Senior Adviser da ITU, International Telecommunications Union das Nações Unidas. Acumulou mais de duas décadas de experiência atuando como executivo global. Renato já esteve em mais de 30 países, dando palestras sobre cidades inteligentes e colaborando com projetos urbanos. Atualmente, reside em Barcelona onde atua como CEO de uma spinoff de tecnologia para Smart Cities.

07/12/2020 04h00

Um incidente transformado em negócio inovador que deu certo e que agora caminha para a expansão. Assim começou o meu bate-papo com Georges Ebel, pai de dois labradores (Mike e Thor) e chefe da startup PetParker.

Na tendência das cidades inteligentes, o serviço por aplicativo oferece aos usuários uma rede de casinhas inteligentes localizadas em diversos locais pela cidade, onde podem deixar o seu pet abrigado em segurança enquanto realizam atividades do dia a dia.

Certa vez, Ebel deixou seus cães amarrados na frente do supermercado e eles fugiram. Foi uma confusão, mas com final feliz. O incidente fez com que ele começasse a pensar em como integrar os pets em seu dia a dia. "Fiquei com um baita peso na consciência. Eu queria estar mais com eles, sair mais com eles".

Assim, ele começou a amadurecer uma ideia para poder integrar os pets no seu dia a dia. "Queria trazer eles comigo. Eles iam ficar mais felizes, eu ia ficar mais feliz", diz.

Em um momento que repensamos nossas cidades, para se tornarem lugares mais sustentáveis e inclusivos, a tecnologia é o maior aliado para buscar essa qualidade de vida. É alinhado a essa transformação que a PetParker lançou uma categoria que usa a tecnologia para permitir que pets e seus tutores passem mais tempo juntos, integrando os pets na dinâmica das cidades.

Depois de quase 18 meses de planejamento e desenvolvimento de hardware e software, eles iniciaram as atividades comerciais no início de 2020 e atualmente já estão em mais de 40 pontos espalhados por São Paulo. O roadmap da empresa é ousado. Eles estão planejando instalar 9.000 casinhas em quatro cidades nos próximos dois anos.

Semelhante às plataformas de mobilidade, o usuário baixa o aplicativo, escolhe a estação mais próxima no mapa do app. Ao chegar ao endereço, basta escanear o QR Code presente na casinha, acionar o botão "Abrir PetParker" no app, liberar a porta e acomodar o pet dentro da casinha. A porta trava automaticamente e o usuário pode acompanhar a estadia do animal pelo aplicativo. Para retirar o pet, basta escanear novamente o QR Code, abrir a porta e encerrar a sessão.

Mas não funciona como um hotel, a ideia é que o "visitante" ocupe a casinha por um período curto de tempo. Nas próprias palavras do Georges, seria como pedir para alguém dar uma "olhadinha" no seu cachorro enquanto você vai resolver algo rápido.

Se você é um apaixonado por pets ou um é louco por um bom negócio, e não pode assistir ao vivo a nossa entrevista, ainda dá tempo. Criamos também um grupo de WhatsApp para todos que são apaixonados por seu pet discutirem ideias, dores e soluções para esse setor. Quem sabe novas oportunidades não possam surgir.

Link para assistir a live.