PUBLICIDADE

Topo

Streamer Reckful, astro do World of Warcraft, morre aos 31 anos

O streamer sofreu ataques nas redes sociais  - Arte/UOL
O streamer sofreu ataques nas redes sociais Imagem: Arte/UOL

Gabriel Oliveira

Colaboração para o START

02/07/2020 18h26

O streamer norte-americano Byron "Reckful" Bernstein, astro do World of Warcraft (WoW), morreu hoje, aos 31 anos. Um colega de quarto, uma ex-namorada e a atual companheira dele confirmaram a informação.

Famoso ex-jogador profissional WoW e influenciador, Reckful teria cometido suicídio. Ele sofria de depressão e tratava publicamente do assunto. A notícia da morte teve enorme repercussão na comunidade de eSports.

Explicamos quem era Reckful, sua vida, sua carreira e a reação da comunidade após sua morte.

Depressão

Reckful  1 - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram

Em janeiro, Reckful publicou um vídeo em que falava de sua depressão, com a qual lidava há 16 anos, e revelou que o suicídio do irmão mais velho, Guy, havia o impactado profundamente.

going live wonder if posting here helps anyone twitch.tv/reckful

Uma publicação compartilhada por Reckful (@byron.bernstein) em

"Ele me mostrou que eu não sabia nada sobre depressão, nada sobre problemas de saúde mental. Eu tinha a vaga ideia do que era e pensava que poderia ajudá-lo com coisas trivais", escreveu a namorada de Reckful, a pro-player de Teamfight Tactics (TFT) Rebecca "Becca" Cho, em comunicado.

Na mesma mensagem, em que confirmou e lamentou a morte, Becca exaltou o astro do WoW. "Ele me ensinou a como se divertir, a aproveitar e a me desafiar para ser mais do que eu era. Ele era maior do que a vida, grande demais para este mundo".

old fella

Uma publicação compartilhada por Reckful (@byron.bernstein) em

Horas de ter sua morte revelada, Reckful fez uma publicação no Twitter pedindo a namorada em casamento. Parte dos internautas fez comentários negativos à mensagem.

Reckful  2 - Reprodução/Instagram  - Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram

Depois, o streamer publicou outro tuíte, pedindo para que a namorada não fosse pressionada a dizer sim ao pedido. "Estou completamente louco aqui. Não a vejo há seis meses. O motivo para o post é que ela é quem eu quero para sempre, e eu queria que ela soubesse que o meu compromisso é real".

Becca, namorada do streamer, escreveu que não viu a proposta "antes de ser tarde demais", mas "isso não muda o fato de que eu não fui capaz de estar lá por ele", lamentou, no comunicado publicado nas redes sociais.

"Meu coração dói. Eu tenho certeza de que os [corações] de muitos de vocês também. Byron só queria que todos fossem amigos. Então vamos fazer isso um para o outro nesses tempos difíceis", complementou a jogadora de TFT.

Legado

WoW - Divulgação/Blizzard - Divulgação/Blizzard
Imagem: Divulgação/Blizzard

Reckful fez história no WoW e marcou seu nome na história dos eSports. Foi o líder do ranking online por seis temporada consecutivas e tornou-se a primeira pessoa a alcançar o rating de 3 mil no jogo.

WoW Homenagem Reckful - Reprodução - Reprodução
Jogadores se reuniram dentro do jogo para homenagear o ex pro-player
Imagem: Reprodução

Ele conquistou o título do MLG Pro Circuit 2010, em Washington, nos Estados Unidos, além de ter participado, com destaque, de outras competições da modalidade. Chegou a competir no jogo de cartas Hearthstone.

Reckful era também muito bem sucedido nas transmissões online, tendo sido um dos primeiros profissionais a despontar na plataforma Twitch. Ele apareceu, em 2017, na 4ª posição de uma lista com os dez streamers mais bem pagos dos jogos eletrônicos em todo o mundo.

Na Twitch, Reckful tinha mais de 900 mil seguidores e, além de WoW, jogava diversos games.

byroni

Uma publicação compartilhada por Reckful (@byron.bernstein) em

Mensagens de pesar e críticas

A informação da morte do streamer repercutiu na comunidade de eSports, com mensagens de lamento, de alerta sobre depressão e de críticas aos comentários negativos e com conteúdo de ódio na internet.

Confira a repercussão:

"Este não é um momento 'Porra, 2020'. Este é um momento 'nós precisamos prestar atenção à saúde mental' e 'nós precisamos de melhores recursos na comunidade de games e streaming'. Sim, 2020 está uma merda, mas este é um motivo a mais para nós reconhecermos e combatermos os estigmas em torno da saúde mental. Descanse em paz, Byron".

Para o jungler do Flamengo, Ranger, nada é motivo para atacar alguém virtualmente.

O pro-player de CS:GO, Tiburcio, também se posicionou sobre:

Félix Lengyel, o xQc, se inspirava no streamer:

"Byron foi, de muitas maneiras, uma inspiração pra mim e para muitas pessoas e streamers. Ele mudou o streaming para sempre. Vamos sentir muito a falta dele".

"Reckful era alguém para quem olhei para crescer. Eu me lembro de assistir às entrevistas quando ele estava no coL, pensando que ele era tão legal. Eu revi o vídeo dele Reckful 3 várias vezes para aprender. Ele foi uma grande razão pela qual eu considerei ter uma carreira como jogador profissional. Descanse em paz".

"Descanse em paz, Reckful. Eu espero que este seja um alerta para todos que criam uma estrutura de recompensa em torno de ridicularizar e zombar de doenças mentais. Podemos ser melhores como comunidade, e nós seremos melhores".

A Internet precisa de limites:

O caster de Overwatch, Thauê Neves pediu gentileza nas lives em geral:

Para o youtuber Cellbit, a maldade do público se alimentou da fraqueza do streamer:

O pentacampeão de League of Legends, brTT, também se pronunciou:

A Made In Brazil divulgou telefones de centrais de apoio à vida de diversos países:

Houve, ainda, homenagem dos jogadores de World of Warcraft nos diversos servidores do jogo:

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: http://vm.tiktok.com/Rqwe2g/
Twitch: https://www.twitch.tv/start_uol