PUBLICIDADE

Topo

Muito além de Tony Hawk: os games de skate voltam com tudo em 2020

A brasileira Letícia Bufoni estará no remaster de Tony Hawk"s Pro Skater 1 e 2 - Divulgação
A brasileira Letícia Bufoni estará no remaster de Tony Hawk's Pro Skater 1 e 2
Imagem: Divulgação

Jefferson Kayo

Colaboração para o START

28/06/2020 04h00

Quem poderia imaginar que, em pleno ano de 2020 e nova geração de consoles, veríamos o retorno com força total dos games de skate?

Começou com o remake de Tony Hawk's Pro Skater, mas agora já temos vários outros anúncios relacionados ao esporte. Os games também estão vindo com propostas diferentes, desde abordagens mais arcade até outras focadas em simulação.

Skates e videogames

Andar de skate não é uma tarefa que qualquer um consegue realizar simplesmente por ter vontade. O esporte não é impossível, mas exige dedicação, alguma coragem e um bom plano de saúde também, porque acidentes vão acontecer.

Apesar de o sentimento replicado nos jogos quase nunca focar na simulação, existe alguma coisa neles que prende a atenção de qualquer jogador.

A velocidade daquelas tábuas com rodinha deslizando pelo asfalto, o tempo que permanecemos no ar desafiando a lógica e a gravidade em cada manobra, aquele sentimento de transgressão ao deslizarmos por um corrimão de um prédio particular, ou mesmo a trilha sonora que capta exatamente aquela sensação de euforismo momentâneo que o jogo oferece. Andar de skate (virtual) é legal demais!

Nessa nova leva de jogos temos de tudo: da excelência da simulação abusiva e tão frustrante quanto na vida real, a periquitos com seus 'skates de dedo' andando pelos móveis da sua casa.

Essa é a listinha que o START preparou para você, que gosta do gênero, não perder nenhum lançamento dos próximos meses.

Tony Hawk Pro Skater 1+2

Tony Hawk's Pro Skater 1 + 2 - Divulgação/Activision - Divulgação/Activision
O game de skate clássico
Imagem: Divulgação/Activision

Lançamento: 4 de setembro
Plataformas: PS4, Xbox One e PC (Epic Games Store)

O clássico do PlayStation retorna em grande estilo, não como uma versão HD (que não deu muito certo no PS3/Xbox 360), mas como um remake refeito do zero.

Isso quer dizer muito mais do que os mapas e bonecos originais com visuais melhores. O estúdio Vicarious Vision promete uma reformulação nos controles e algumas novidades.

Um novo modo multiplayer já está confirmado na coletânea e, considerando as vantagens do modo online, adeus tela dividida. Um modo de criação de cenários também será lançado com o game, e dará a chance do jogador criar seu próprio skate park, divulgá-lo online e espalhá-lo pelo mundo.

A trilha sonora, apesar de não estar 100% completa (malditos direitos autorais), está repleta de clássicos. Só falta Charlie Brown Jr. mesmo.

Em relação ao elenco de skatistas, muitas novidades: a brasileira Letícia Bufoni entrou para o game, ao lado de outros craques como Nyjah Huston, Leo Baker e Lizzie Armanto.

Session

Session jogo skate - Divulgação - Divulgação
O simulador que se leva a sério
Imagem: Divulgação

Lançamento: em acesso antecipado desde 2019
Plataformas: PC (Steam) e Xbox One

Session explora possibilidades mais audaciosas. O conceito "simulador de skate" foi levado ao pé da letra, não facilitando a vida de ninguém, profissionais a amadores virtuais.

Os comandos são bem originais, com os gatilhos do controle usados para controlar o skate nas curvas, enquanto ambos os direcionais analógicos servem para a realização de manobras, como se fossem as pernas do skatista.

O realismo é notado, inclusive, na escolha das pistas: todas baseadas em skate parks reais da cidade de Nova Iorque, sejam eles lugares destinados à prática do esporte, ou fachadas de prédios famosas por suas muretas, degraus e corrimões proibidos.

O game dá a liberdade do usuário fazer o que quiser dentro dele. Não existe um sistema de pontuação ou nenhuma obrigação dentro de cada um dos cenários. O jogador entra para dar um rolê, curtir a vibe e, se quiser, criar seu próprio vídeo de manobras.

Ser um videomaker, criar e editar suas próprias sequências é o que move a comunidade do game, em "Acesso Antecipado" desde 2019. É possível ainda ser o segundo jogador de outra pessoa e gravar tudo ao vivo de uma forma muito mais condizente com o mundo real. Seu amigo nas manobras e você cantando o passo a passo.

Session foi lançado em acesso antecipado no Steam e no Xbox One. No console da Microsoft dúvida é possível experimentar a versão demo por duas horas.

Skate Story

Skate Story - Reprodução - Reprodução
O jogo de skate diferentão
Imagem: Reprodução

Lançamento: Sem data
Plataforma: PC e Nintendo Switch

Aí está um jogo diferente do que estamos habituados a encontrar, mesmo com passarinhos na jogada. Skate Story é menos radical que os demais, mas arrasta consigo todo um lance conceitual e de reflexão, com imagens psicodélicas e muito neon.

O skatista é todo feito de vidro e desce ao submundo que existe embaixo de Nova Iorque. O lugar é cheio de criaturas estranhas e demônios.

O jogo também faz uso de ambos os direcionais analógicos para manobras, mas a forma como ele é jogado é diferente, quase que como num formato de Sprint de um ponto A para o B. Nada muito estranho, já que OllieOllie (retrô maneirinho de skate) faz praticamente a mesma coisa.

É bizarro como a estética nova abandona aspectos fundamentais dentro dos jogos do gênero, como vestimentas e marcas famosas ou trilha de hardcore e punk rock.

Uma experimentação que pode dar certo se a diversão valer a pena.

Skater XL

Skate XL videogame - Reprodução - Reprodução
O game de skate equilibrado
Imagem: Reprodução

Lançamento: 28 de julho
Plataformas: PC (Steam), PS4 e Xbox One

Skater XL é o que mais se aproxima da fórmula clássica dos jogos de skate. Assim como os demais, o game também tenta recriar os controles de forma a condensar melhor a experiência do skate da vida real no virtual.

Sem focar em realismo, o game se apresenta como um mix entre Tony Hawk's Pro Skater e a franquia Skate, da EA. O uso de ambos os direcionais analógicos parece funcionar bem para simular o movimento dos pés do skatista.

Isso também forçará o jogador a simular uma espécie de equilíbrio baseado na intensidade do toque dos direcionais, algo que já foi visto em outros games, mas talvez num formato mais aprimorado.

Os mapas do game parecem bem criativos, todos criados utilizando como base certos aspectos de localidades reais da Califórnia. Se o gameplay agradar, pode se tornar um belo concorrente do "rei" Tony Hawk, que será lançado poucos meses depois.

SkateBIRD

SkateBird - Divulgação/Glass Bottom Games - Divulgação/Glass Bottom Games
O jogo de skate fofo
Imagem: Divulgação/Glass Bottom Games

Lançamento: 2021
Plataformas: PC (Steam), Mac e Nintendo Switch

Um tanto inovador em sua proposta, SkateBIRD coloca passarinhos para radicalizar na escrivaninha da sua casa improvisada como pista de skate. Todo o cenário do game é construído com utensílios domésticos.

Revistas dobradas como miniramp, mouse pads, borrachas, televisores, qualquer coisa pode virar um obstáculo ou um degrau para grinding.

O principal detalhe da jogabilidade fica por conta os personagens serem passarinhos e, por isso, conseguem bater suas asas diminutas para permanecer mais tempo no ar, possibilitando novas manobras.

Meio bizarro? Com certeza, mas ao mesmo tempo muito fofo também.

É difícil saber o quanto os controles vão exigir do jogador, mas pelo trailer, tudo parece extremamente simples e casual.

Novo Skate

Skate 3 EA - Divulgação/EA - Divulgação/EA
O competidor que tirou o trono de Tony Hawk
Imagem: Divulgação/EA

Lançamento: sem data
Plataformas: não anunciados

Esse pegou todo mundo de surpresa. Durante o evento EA Play, o diretor do game, Deran Chung, ao lado de Cuz Parry, diretor criativo, anunciaram a volta da franquia Skate.

Será reboot, remake ou continuação? Ainda não sabemos.

Para quem não se lembra, Skate 3 foi lançado no PS3 e Xbox 360 em 2010 e nunca mais se falou da franquia.

Obviamente que o jogo permaneceu na história como um dos melhores games já lançados no gênero, apresentando uma evolução significativa na forma como os comandos eram aplicados nos controles para criarmos manobras e nos sentirmos bem com isso.

Que delícia de futuro para os admiradores do esporte e fãs dos jogos de skate!

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: http://vm.tiktok.com/Rqwe2g/
Twitch: https://www.twitch.tv/start_uol