PUBLICIDADE

Topo

"The Witcher": os games esquecidos de Geralt of Rivia que ninguém jogou

The Witcher Battle Arena é um MOBA - Reprodução
The Witcher Battle Arena é um MOBA Imagem: Reprodução

Bruno Izidro

Do START, em São Paulo

05/01/2020 04h00

Recentemente "The Witcher 3" bateu recorde de jogadores no Steam (segundo dados da plataforma Steamcharts) e voltou a ser tópico nas conversas pela internet quase cinco anos depois do lançamento. Tudo por causa do sucesso da adaptação em live action feita pela Netflix e protagonizada por Henry Cavill.

Enquanto os jogos principais ficaram conhecidos por serem RPG, Geralt já se aventurou também por outros gêneros, e não estamos falando do card game "Gwent", que é bem conhecido. São jogos de luta e até MOBA que muitos preferem esquecer, ou então nem sabem da existência. Hora de conhecer melhor essas pérolas esquecidas.

The Witcher: Crimson Trail (2007)

Lançado no mesmo ano do primeiro RPG de "The Witcher", esse jogo mobile foi desenvolvido pelo estúdio Breakpoint em parceria com a CD Projekt.

"Crimson Trail" era um jogo de ação, com 12 fases divididas em quatro ambientes distintos, e que mostrava um Geralt ainda jovem e em treinamento para se tornar um Witcher. Mesmo sendo mobile, o game mostrava elementos conhecidos dos fãs, como os sinais com magias e monstros como a Striga sendo chefes de fase.

Desenvolvido em Java em uma época em que o iPhone ainda estava sendo mostrado ao mundo, essa raridade hoje não está mais disponível.

The Witcher: Versus (2008)

Talvez o game mais diferente e ousado que "The Witcher" já recebeu. Versus era um jogo de luta online, free-to-play, que recebeu versões para browser e, depois, para dispositivos iOS.

O jogador escolhia entre três classes: Witcher, Sorceress e Fightener. Cada uma com habilidades únicas de ataque e defesa, o que dava uma certa profundidade e estratégia para as lutas, que eram realizadas em tempo real contra outro jogador online.

Infelizmente, "The Witcher: Versus" foi descontinuado em 2012 e não pode mais ser jogado.

The Witcher Adventure Game (2014)

Essa é a versão digital do jogo de tabuleiro oficial de The Witcher, desenvolvido pelo estúdio Can Explode em parceria com a CD Projekt Red, em que é possível jogar sozinho ou com outros jogadores online.

The Witcher Adventure - Reprodução - Reprodução
Game é uma versão digital do jogo de tabuleiro
Imagem: Reprodução

O jogador escolhe entre Geralt, a feiticeira Triss Merigold, o anão Yarpen Zigrin e o bardo Dandelion (a versão dos games do Jaskier visto na série da Netflix) para se aventurar em um mapa que recria os reinos do Norte, passando por quests e desafios, usando cartas e rolagem de dados como jogabilidade.

"The Witcher Adventure Game" ainda pode ser jogado e está disponível para PC, no Steam e no GOG.

The Witcher: Battle Arena (2015)

The Witcher MOBA - Reprodução - Reprodução
Pode acreditar, The Witcher já teve um jogo MOBA
Imagem: Reprodução

Pode parecer estranho pensar que The Witcher se aventurou pelo MOBA, mas lá em 2015 fazia sentido para a CD Projekt apostar no gênero que estava em alta.

A grande diferença para títulos como "League of Legends" e "Dota 2" era que "Battle Arena" foi desenvolvido para mobile desde o início. As partidas eram realizadas com seis jogadores e o objetivo era conquistar três bases no mapa.

Porém, a aposta da CD Projekt Red em MOBA não surtiu tanto efeito e os servidores de "Battle Arena" foram fechados depois de um ano do lançamento do game.

Thronebreaker: The Witcher Tales (2018)

The Witcher Thronebreaker - Reprodução - Reprodução
Thronebreaker foi último game baseado no universo de The Witcher a ser lançado
Imagem: Reprodução

"Thronebreaker" é um spin-off de The Witcher que começou como uma expansão de "Gwent" e se tornou um jogo próprio, com uma campanha de mais de 30 horas.

O game usa a jogabilidade do jogo de cartas para as batalhas e a narrativa bem típica de The Witcher, com sistema de escolhas e consequências, para contar uma história que acontece antes dos jogos principais, em que a rainha Meve, dos reinos de Lyria e Rivia, é a protagonista.

Mesmo com tantos aspectos interessantes, "Thronebreaker" não conseguiu alcançar o sucesso da série principal. Ainda assim, ele continua disponível tanto para PC (no Steam e GOG), quanto para PS4 e Xbox One.

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: http://vm.tiktok.com/Rqwe2g/
Twitch: https://www.twitch.tv/start_uol