PUBLICIDADE

Topo

The Witcher: Henry Cavill diz que se inspirou na voz de Geralt dos games

Henry Cavill, que interpreta Geralt de Rivia na série The Witcher, conta que buscou referências no dublador do personagem nos games, Doug Cockle - Divulgação/Montagem UOL
Henry Cavill, que interpreta Geralt de Rivia na série The Witcher, conta que buscou referências no dublador do personagem nos games, Doug Cockle Imagem: Divulgação/Montagem UOL

Guilherme Machado

Do START, em São Paulo

19/12/2019 17h00

A Netflix estreia amanhã a série The Witcher, baseada na saga de livros escrita por Andrzej Sapkowski. Mas, antes de existir o seriado, vieram games lançados pela companhia CD Projekt Red e também inspirados no universo de Geralt de Rivia, que encontraram grande sucesso internacional. Tanto, que apesar de não haver ligação entre eles e a atual série, o protagonista, Henry Cavill, buscou lá inspiração para compor seu personagem.

Em entrevista exclusiva ao UOL, ele disse que teve como referência o trabalho de Doug Cockle, que dubla a voz de Geralt nos games.

"Você está jogando o game a maior parte do tempo, não tem tempo de ter longas discussões, dessa forma é similar à série. Então evoquei a performance do Doug Cockle, fui inspirado por ela. Eu acho que se fosse só como nos livros, eu provavelmente me viraria com uma versão da minha voz natural, porque tem tanto para trabalhar e você consegue trazer várias nuances", relata ele.

Ele explica que procurou observar o estilo "rouco e sussurrado" que Cockle deu ao personagem e incorporar uma abordagem similar em sua performance.

"Eu achei minha própria versão do rouco, que é uma versão com um sotaque britânico, e um pouco mais rouca do que o estilo meio sussurrado que o Doug faz tão fantasticamente. Isso para mim foi o que eu tentei alcançar com as diferenças, encarando como um fã".

Geralt  - Divulgação - Divulgação
Geralt de Rivia, protagonista de "The Wticher", é dublado por Doucg Cockle em inglês, e Sérgio Moreno em português
Imagem: Divulgação

Agora, na Netflix, a saga de The Witcher tem espaço para encontra outro público, além de, claro, trazer o grupo de fãs que já acompanham nos livros e games. Henry admite que não sabe o que atrai tanto a atenção de novatos para a série, mas arrisca um palpite.

"Eu não sei necessariamente, não consigo falar ainda, a maioria das pessoas não viu a série. Acho que quando parte da sua imaginação está sendo trazida à vida, e se é feito bem, ou pelo menos de forma atrativa, você fica animado, porque tem esperança, esperança que seus sonhos possam ser visualizados. Acho que essa é a maravilha da TV, porque pode acontecer. Olhe para o Senhor dos Anéis, por exemplo. Todo mundo teve suas imaginações colocadas na tela, e muitos amaram", ressalta.