Topo

Após 24 anos, série "Streets of Rage" está de volta

Do GameHall

27/08/2018 12h44

A publisher Dotemu e as desenvolvedoras Lizardcube e Guard Crush Games pegaram os fãs da Sega de surpresa nesta segunda-feira (27) ao anunciar o jogo "Streets of Rage 4", sequência do clássico de pancadaria que teve três títulos lançados no Mega Drive, sendo o último de 1994.

O trailer divulgado apresenta visuais desenhados à mão, da mesma equipe responsável pelo remake "Wonder Boy: The Dragon’s Trap" de 2017, onde é possível ver Axel Stone e Blaze Fielding, dois dos personagens originais, combatendo bandidos na rua.

VEJA TAMBÉM

Partes do gameplay também aparecem no vídeo, mostrando mecânicas baseadas na trilogia clássica, mas de acordo com a empresa com "novos mecanismos, uma nova história e um desafio de fases perigosas com um sério problema criminal".

Considerado um dos melhores jogos de pancadaria 2D dos anos 90, o primeiro "Streets of Rage" foi lançado em 1991 e tinha como protagonistas três ex-policiais, Axel, Blaze e Adam, combatendo o crime com os próprios punhos.

O jogo também ganhou bastante destaque pela trilha sonora composta por Yuzo Koshiro, que embalava a ação com temas eletrônicos. Em 1992 e 1994 a série contou com outras duas sequências e desde então permaneceu guardada pela Sega, mesmo com muitos fãs clamando por uma sequência.

Em 2011 a Sega exigiu a remoção de "Streets of Rage Remake", projeto feito por fãs que se tornou bastante popular entre os fãs da franquia, alegando uso indevido dos direitos intelectuais sobre a obra.

Ao que tudo indica, a boa recepção de "Wonder Boy: The Dragon’s Trap", remake da Lizardcube e DotEmu, laçado em 2017 para PC, PlayStation 4, Xbox One e Nintendo Switch, incentivou a Sega em uma nova parceria.

Até o momento não foram divulgadas plataformas ou data de lançamento.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Start