Topo

Brasil possui 3º maior mercado de jogadores, diz organizador da BGS

Reprodução
Imagem: Reprodução

Do GameHall

06/08/2018 11h12

Apesar do custo dos jogos, videogames e peças de computador voltadas para o público gamer ser bastante elevado no Brasil, isso não impede que o país hoje esteja na terceira posição mundial em número de jogadores, o que dá mais de 60 milhões de pessoas.

A informação foi divulgada por Marcelo Tavares, organizador da Brasil Game Show, em entrevista à "Globo News".

VEJA TAMBÉM

"O Brasil hoje é um dos maiores países do mundo em relação ao número de jogadores. A gente tem mais de 60 milhões de jogadores, e com um faturamento que ainda pode crescer muito," disse Tavares.

"Se por um lado somos o 3º maior mercado do mundo em número de jogadores, por outro lado a gente figura entre o 10º e 15º lugar em relação ao faturamento, ou seja, há muito potencial para crescer."

Cresce número de estúdios e jogos brasileiros

Segundo dados apresentados pelo Ministério da Cultura, a quantidade de estúdios brasileiros mais do que dobrou na comparação entre 2013 e 2018. Há cinco anos, haviam 142 desenvolvedoras nacionais, e atualmente existem 375, com quase 30% das empresas possuindo clientes em outros países.

Ainda de acordo com esses dados, nos últimos dois anos foram produzidos mais de 1.700 jogos no Brasil, com 43% deles sendo para dispositivos móveis.

O número de mulheres no setor de games no país também subiu, com elas representando cerca de 20% da força de trabalho em 2017, três vezes mais do que em 2013.

Mais Start