PUBLICIDADE
Topo

Chef nega briga com anunciante e diz: "Quero conhecer o que vendo"

A chef e apresentadora Carla Pernambuco - Divulgação
A chef e apresentadora Carla Pernambuco Imagem: Divulgação
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

29/09/2018 07h02

A chef, empresária e apresentadora Carla Pernambuco, que integrava a equipe do “Cozinha Amiga”, da TV Gazeta, nega ter qualquer problema com anunciantes.

Nos últimos dias Carla se viu envolvida em um rumoroso caso que foi publicado na coluna. Ela teria se desentendido e se recusado a fazer merchandising para um anunciante, e a garota-propaganda teria ido às lágrimas.

Carla nega. “Eu nem sequer mantive qualquer tipo de contato com a responsável pelo merchandising do cliente”, afirma a chef, cuja carreira tem 25 anos na cozinha e 10 na TV.

Sobre ter se recusado a fazer a publicidade no programa (no qual participou ontem pela ultima vez), ela não nega, mas se justifica:

“Tenho sempre muito cuidado em anunciar marcas. Apenas pedi por escrito e pessoalmente ao departamento comercial (da Gazeta) que eu fosse consultada e informada sobre eventuais produtos anunciados no ‘Cozinha Amiga’”, afirma Carla, 58 anos, dona do restaurante Carlota, em São Paulo.

“Tenho uma carreira sólida a zelar, tive muito trabalho para construir minha credibilidade ao longo dos anos”, diz.

“Sempre peço: quero conhecer o produto antes de divulgar ao público; é ético e responsável.”

Assim como a emissora já havia informado em nota publicada na coluna (reproduzida abaixo) A chef nega ter sido demitida por causa do caso. E diz que está preparando novos projetos para a Gazeta para os próximos meses.

“Meu contrato acabou. Mas o diretor Ocimar de Castro (“Mulheres”) foi meu diretor na Fox. Talvez façamos algo para o programa vespertino”, afirma Carla.

Veja nota divulgada pela Gazeta sobre o caso:

“Conforme nota anterior, com a decisão de rescisão do contrato com a Igreja Universal, a TV Gazeta ocupou os horários disponibilizados com seu projeto de varejo, o que pressupõe o incremento do trabalho das equipes comerciais da emissora.

Isso, no entanto, não tem relação com o episódio envolvendo o cliente Alerofarma e a chef Carla Pernambuco, que por razões pessoais preferiu não anunciar o produto no ‘Cozinha Amiga'.

Acreditamos ter havido um mal entendido entre as partes que, certamente, será contornado, já que a TV Gazeta é maior produtora de conteúdo feminino na TV aberta e o merchandising é  o formato comercial prioritário neste tipo de produção.

A chef Carla Pernambuco tem contrato vigente até o final deste mês, quando se encerra a quinta temporada do ‘Cozinha Amiga’.

Para o próximo período, novos chefs passarão a integrar o time, como tem sido prática da emissora desde o lançamento da atração (assina: TV Gazeta).”

LEIA MAIS

Após briga com anunciante, chef deixa programa na TV Gazeta

TV paga vive "epidemia" de reality shows sobre carros 

Colunista no Twitter, no Facebook ou no site Ooops

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL