PUBLICIDADE
Topo

Boneca de 'Round 6' existe de verdade e foi inspirada em livros didáticos

Boneca do primeiro jogo de 'Round 6'
Boneca do primeiro jogo de 'Round 6'
Reprodução/Netflix

Laysa Zanetti

De Splash, em São Paulo

05/10/2021 04h00

"Batatinha frita 1, 2, 3."

Se virou meme, é sucesso. A boneca do primeiro jogo da série "Round 6" invadiu as trends do TikTok e já está virando um ícone entre alguns dos fãs do programa que já gerou até processo. Mas será que você conhece as origens desta gigante com carinha de malvadona?

Na série fenômeno, a boneca comanda a primeira brincadeira destes jogos mortais, a versão coreana de "Batatinha Frita 1, 2, 3."

No jogo, os participantes só podem se mover enquanto a boneca estiver falando, e quem fizer qualquer movimento enquanto ela estiver em silêncio, perde. E paga com a vida.

Continua depois da publicidade

Tradução localizada

Embora em português o nome da brincadeira tenha relação com o acompanhamento tão adorado, o que a boneca diz, originalmente, é outra frase:

A Rosa-de-Saron floresceu.

Mas por quê?

A rosa-de-saron, também conhecida como hibisco-da-síria ou Mugunghwa, é considerada a flor nacional da Coreia e é citada até mesmo no Hino Nacional.

Nas crenças populares, a flor teria origens celestiais e virou símbolo após a libertação da Coreia do domínio japonês. Por ser forte e resistente a cortes, foi associada a prosperidade e desenvolvimento.

Por isso, a boneca tem até um nome, que não é citado na série, mas foi revelado à Vulture:

Continua depois da publicidade
Recebi o meu nome em homenagem à flor, Mugunghwa, ou Rosa de Saron. Mas pode me chamar de Chantal.

Existe mesmo?

A boneca, ou Chantal, é um animatrônico, e além da réplica um pouco menor exibida em um shopping nas Filipinas, a verdadeira ficou um tempo em exibição por engano em um museu na área rural da Coreia do Sul, chamado Macha Land.

Segundo o jornal local Hankook Ilbo, a boneca foi feita especialmente para a série, e devolvida ao museu Macha Land, localizado a três horas de Seul. Na atração, ela ficou alguns dias exposta logo na entrada, onde algumas pessoas chegaram a fotografar o artefato, que estava sem a mão direita.

Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Boneca utilizada nas filmagens foi feita especialmente para a série
Imagem: Reprodução/Instagram
Continua depois da publicidade

Com o lançamento da série e sua explosão em visualizações, Chantal começou a chamar a atenção de residentes e visitantes. O problema é que o fato de ela ter ficado em exposição foi um erro, devido a uma falha na comunicação.

Na última semana, a curadoria do museu anunciou que a boneca não ficaria mais à mostra, e seria levada a um depósito. Poxa vida...

Dos livros didáticos aos jogos mortais

De acordo com a diretora de arte Chae Kyung-sun, o visual da boneca veio diretamente dos livros didáticos coreanos utilizados entre as décadas de 70 e 80.

Reprodução - Reprodução
Livro didático coreano das décadas de 1970 e 1980, com os personagens Young-he e Chul-soo
Imagem: Reprodução

Ela explicou em entrevista ao portal local Naver que modelou a boneca assassina inspirada na personagem Young-hee, que estampava os materiais escolares das crianças em dupla com outro personagem, Chul-soo.

Continua depois da publicidade

Porém, existe ainda outra inspiração: as franjas da boneca sairam diretamente da própria filha do criador da série, Hwang Dong-hyuk.

Bizarro ou não?