PUBLICIDADE
Topo

Mario Frias diz que estado da Cinemateca é 'herança maldita do petismo'

De Splash, em São Paulo

30/07/2021 10h19

Depois de cogitar que o incêndio na Cinemateca possa ter sido "criminoso", Mario Frias disse que o estado de conservação do local é uma das "heranças malditas do governo apocalíptico do petismo."

Em publicação no Twitter, o secretário especial da cultura rebateu o deputado Paulo Pimenta (PT-RS), que disse que ele e "seu braço-direito", André Porciuncula, estão em Roma, na Itália.

O estado que recebemos a Cinemateca é uma das heranças malditas do governo apocalíptico do petismo, que destruiu todo o estado para rapinar o dinheiro público e sustentar uma imensa quadrilha de corrupção e sujeira criminosa. Não tivessem feito isto, teríamos verba para criar mil novas Cinematecas. escreveu

Um incêndio atingiu uma unidade da Cinemateca Brasileira, na Vila Leopoldina, Zona Oeste de São Paulo, ontem. O imóvel, de 9,5 mil m², teve o galpão de arquivo comprometido - uma área de cerca de 1 mil m².

O incidente teria começado no teto, por volta das 18h. De acordo com a bombeira militar Karina Paula Moreira, o fogo se iniciou em uma sala de acervo histórico de filmes, no primeiro andar, durante uma manutenção de ar condicionado, conduzida por empresa terceirizada contratada pelo Governo Federal. Em nota, a Secretaria Especial de Cultura menciona ter contratado serviço de manutenção do sistema de climatização no local há um mês.

Atualmente, a Cinemateca possui uma dívida que já passa de R$ 13 milhões devido a um calote do governo federal. Ela é o maior museu do audiovisual e do cinema da América do Sul e é administrada pelo Ministério do Turismo.

Incêndio na Cinemateca Brasileira