PUBLICIDADE
Topo

Porta dos Fundos

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Saiba como impressionar um famoso ao encontrá-lo pessoalmente

Não basta fotografar, tem que queimar na memória - Reprodução
Não basta fotografar, tem que queimar na memória Imagem: Reprodução
Porta dos Fundos

Textos semanais escritos pelos roteiristas do canal de humor Porta dos Fundos, responsáveis por mais palavrões ditos por famosos que a coluna do Léo Dias. "Roteiristas são como duendes: ninguém nunca os vê, mas fazem coisas mágicas por um prato de comida" (antigo provérbio chinês)

Colunista do UOL*

23/12/2021 11h00

Com o avanço das redes sociais, sabemos tudo sobre a vida dos artistas em tempo real, sem precisar esperar por um novo exemplar de Caras ou uma entrevista investigativa do Video Show. Os astros são basicamente nossos amigos de infância, e nos sentimos preparados para opinar até em qual produto capilar estão usando.

Porém a coisa muda de figura quando, por um acaso do destino, esse contato atravessa a tela e você encontra seu ídolo pessoalmente. Nesse momento, todo nosso conhecimento prévio desaparece e ficamos abobalhados, sem saber como aproveitar o momento. Não mais, caros leitores! Com nossa experiência diária de conviver com estrelas do porte de Fabio Porchat, Evelyn Castro e Estevam Nabote a dez metros de distância (nunca menos que isso, porque eles não gostam), temos várias dicas úteis de como se portar ao encontrar um famoso.

Em restaurantes
Você está comendo seu cone de sashimi corado artificialmente quando nota um famoso a algumas mesas de distância. Controle-se. Não o aborde imediatamente, concentre-se e espere o momento adequado. Que é quando o garçom serve a comida dele. Após a primeira garfada, surja por trás da cadeira e peça uma foto. Eles adoram! Não esqueça de fazê-lo levantar, aponte para sua mesa e peça para ele mandar tchauzinho para toda sua família, deixando claro para todo restaurante que o famoso em questão é muito solícito por estar realizando seu sonho. Dessa forma, a chance é grande que outros fãs presentes criarão coragem de pedir outras fotos enquanto a comida dele esfria. Pode ter certeza que você causará uma forte impressão!

Em aeroportos
Este talvez seja o lugar com mais artistas por metro quadrado, perdendo somente para o Leblon. Não se deixe enganar pelos óculos escuros mesmo de noite, a cara de cansaço enquanto carregam uma mala de rodinhas para a terceira conexão do dia é uma estratégia para testar se você é fã de verdade. Ao identificá-lo, já o aborde com o celular em riste, se possível ao vivo pelo Instagram; se o famoso for músico, chegue cantando sua canção de maior sucesso aos gritos, pois deve fazer muito tempo que ele não escuta o próprio trabalho.

Na rua
Se tem uma coisa que os artistas adoram é quando alguém mostra o rosto deles tatuado em uma parte do corpo. É possível que façam uma cara de pânico e balbuciem "você não fez isso", pois trata-se de um momento tão sublime que geralmente não conseguem expressar claramente suas emoções. Talvez até adiantem a sessão de terapia da semana!

No Shopping da Gávea
Neste badalado centro comercial carioca, certamente você topará com artistas enquanto olha as vitrines sem ter dinheiro pra comprar nada. Aqui, é importante ser bem casual na aproximação, fingindo intimidade e comentando sobre a vida pessoal deles como se fossem antigos vizinhos. Resista à tentação de pedir fotos, ou todos em volta descobrirão que você só foi lá pra pedir um sundae no Bob's. Mas aproveite para fazer críticas às escolhas profissionais do famoso e retirar à força uma fofoca de outro artista. Pontos extras se você demonstrar que sabe onde os filhos deles estudam - artistas dão muito valor à dedicação.

Na praia
Sim, artista também vai à praia, e lá para identificá-los é muito simples. Olhe ao seu redor e tente enxergar alguém vestido usando colete e portando uma máquina fotográfica gigantesca. A presença desses seres indica que há artistas nessa praia - e dos grandes. Famosos amam ser fotografados em trajes banho, bem molhados e desequilibrados ao sairem do mar. Quanto mais inusitada a foto, melhor, então seja pró-ativo e combine com o fotógrafo que vai dar um susto no famoso assim que ele levantar a cabeça de um caldo. A cara de susto é sucesso garantido, depois é só postar no Instagram e pedir para o famoso te seguir de volta.

Caso você siga nossas instruções, certamente terá encontros presenciais muito mais memoráveis com seus ídolos. Mas isso é só parte do processo: a tietagem só completa seu ciclo quando a história é contada para seus amigos. Capriche nos detalhes, pois eles ajudarão muito no convencimento de que ela realmente aconteceu.

Como por exemplo na madrugada chuvosa de 19 de fevereiro de 2006, logo após o histórico show dos Rolling Stones em Copacabana. Eu estava passando por banca de jornal (elas ainda existiam) e vi, no reflexo do plástico de uma revista Rolling Stone, ninguém menos que Mick Jagger de roupão, em uma de suas famosas escapadelas noturnas. Fingi naturalidade e de costas para ele comecei a cantarolar: "Pleased to meet you, hope you guess my name…" e com a mão no peito disse: "Man, I really love this song". Quando me virei, Mick Jagger estava de braços abertos com um sorriso apaixonadamente embriagado. Ele balbuciou algo que não entendi, mas parecia "Uchoa" e nos abraçamos. O Mick Jagger é muito mais pesado que parece e derrubamos toda estante de revistas pornográficas da banca. Rimos muito.

*Pedro Uchoa é assistente de roteiro do Porta dos Fundos. No Instagram: @pedrouchoam