PUBLICIDADE
Topo

Pedro Antunes

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Rodolffo deixa o BBB 21 como líder das paradas. E o que você acha disso?

Pedro Antunes

Pedro Antunes, ou "Pô Antunes" pra quem só me conhece pelo Instagram, é jornalista, apresentador, curador e crítico de música e cultura pop desde 2010. Escreveu no Jornal da Tarde, Estadão e foi editor-chefe da Rolling Stone Brasil. Fez mais entrevistas do se lembra, tem um "novo disco favorito" por semana e faz mini-análises de álbuns no programa Tem um Gato na Minha Vitrola, no perfil @poantunes.

Colunista do UOL

07/04/2021 16h13

Mais um paredão e o terceiro músico (de cinco no total) deixou o BBB 21 sob críticas e um comportamento problemático no reality da TV Globo.

Em uma jornada marcada por acusações de homofobia e racismo, Rodolffo se juntou aos músicos Karol Conká e Projota como mais um eliminado da temporada de 2021 do Big Brother Brasil (ele foi o 9º). Restam agora Fiuk e Pocah como representantes da música.

Diferentemente de Projota (que saiu de Curicica com 91,89% dos votos, números que o colocam no Top 10 das maiores porcentagens para deixar o reality) e de Karol Conká (a líder do ranking de rejeição ao receber 99,21% dos votos em um paredão triplo), o sertanejo só cresce.

Mesmo aparentemente cancelado, Rodolffo deixa o Projac maior do que entrou - em dados de streaming e YouTube, pelo menos.

A coluna apurou os números de streaming, visualizações e ouvintes mensais de todos os artistas da música escalados no BBB 21 (Rodolffo, Projota, Karol Conká, Pocah e Fiuk) para determinar como as ações no confinamento em Curicica afetaram as carreiras deles fora de lá.

Julgados culpados pelo tribunal da internet Karol Conká e Projota viram seus números despencarem. Já Fiuk e Pocah também tiveram quedas, mas não tão vertiginosas. Nada disso afetou a dupla Israel & Rodolffo, em franca ascensão nas paradas brasileiras.

Queda drástica de Karol e Projota

No YouTube, os vídeos de Projota foram assistidos 1.066.037 de vezes no dia 25 de janeiro (data da estreia do BBB 21). No dia 5 de abril, última data disponível na plataforma YouTube Charts (visitada por este colunista hoje, dia 7 de abril), Projota teve 339 mil plays. Se compararmos os números dos dois dias, a queda do rapper foi de 68% em visualizações.

Karol Conká viu os 68.234 de plays no dia 25 de janeiro caírem para 37.554 no dia 5 de abril, em uma queda de 44%.

A plataforma streaming Deezer não revela números exatos de execuções de cada artista, diferentemente de YouTube e Spotify, mas confirma o fritamento da dupla por ali também com as comparações. Projota teve uma queda de 43,91% em streams entre 24 de janeiro e 6 de abril. Já Conká, no mesmo período, viu seus números despencaram em 38,08%.

Além de Israel & Rodolffo, Fiuk foi o outro artista presente no BBB 21 a ter um aumento no número de streams da Deezer, com um crescimento de 14,88% se comparados os números das músicas dele de 24 de janeiro e 6 de abril.

O acerto do 'Batom de Cereja'

A estratégia de lançar "Batom de Cereja", de Israel & Rodolffo, durante o período de confinamento do brother foi fundamental para catapultar a fama do artista para as alturas.

Falei mais sobre isso em outro texto, escrito antes de Rodolffo fazer os comentários que o levariam a ser acusado de racismo e que resultaram na eliminação dele ontem.

Atualmente, a dupla possui o maior número de ouvintes mensais no Spotify dentre os músicos que toparam entrar no BBB 21 e "Batom de Cereja" é a música líder do ranking Top 200 Brasil, o mais importante da plataforma, como a mais ouvida no País.

Como você pode ver abaixo, a quantidade de ouvintes mensais de Israel & Rodolffo é maior que a soma de todos os ouvintes mensais dos outros quatro músicos participantes do BBB.

Ouvintes mensais no Spotify:

  1. Israel & Rodolffo: 7.199.960 ouvintes mensais
  2. Projota: 2.936.424 ouvintes mensais
  3. POCAH: 1.829.900 ouvintes mensais
  4. Karol Conká: 441.856 ouvintes mensais
  5. Fiuk: 367.719 ouvintes mensais

Dados obtidos no Spotify em 7/4/2021

Com informações da Deezer e do Spotify em mãos, fui descobrir como estavam os números dos músicos do BBB no YouTube Charts.

Ali, é possível acompanhar, dia a dia, o aumento e queda de audiência de cada artista.

Todos os cinco (Rodolffo, Projota, Pocah, Fiuk e Karol Conká) tiveram picos de audiência altíssimos (para os seus próprios padrões) durante o confinamento - esse aumento de visualizações é ligado a momentos de destaque do participante em festas, provas de liderança, ou VTs especiais exibidos pela TV Globo durante o programa apresentado por Tiago Leifert.

Advinha qual foi o único artista a mostrar crescimento no período do BBB?

Israel & Rodolffo (no YouTube)

25 de janeiro - 190.817 views
5 de abril - 3.932.817 views
Crescimento de 1961% de views em um dia

Nota do colunista: O pico de audiência de Israel e Rodolffo ocorreu em 20 de março, com 8.283.890 views (crescimento de 4241% se comparado aos números de 25 de janeiro).

Pocah (no YouTube)

25 de janeiro - 803.133 views
5 de abril - 474.711 views
Queda de 40% de views em um dia

Nota do colunista: O pico de audiência de Pocah ocorreu em 30 de janeiro, com 1.245.322 views (crescimento de 55% se comparado aos números de 25 de janeiro).

Fiuk (no YouTube)

25 de janeiro - 16.631 views
5 de abril - 6.232 views
Queda de 62% de views em um dia

Nota do colunista: O pico de audiência de Fiuk ocorreu em 27 de janeiro, com 32.859 views (crescimento de 97% de se comparado aos números de 25 de janeiro).

Karol Conká (no YouTube)

25 de janeiro - 68.234 views
5 de abril - 37.554 views
Queda de 44% de views em um dia

Nota do colunista: No BBB 21, Karol Conká teve o pico de ouvintes por dia no YouTube na data da sua eliminação, em 23 de fevereiro, quando seus vídeos foram assistidos 653.204, resultando em um crescimento de 857% se comparados com a estreia do programa, em 25 de janeiro.

Projota (no YouTube)

25 de janeiro - 1.066.037 views
5 de abril - 339.787 views
Queda de 68% em views em um dia

Nota do colunista: a trajetória de Projota teve alguns picos de audiência durante o BBB 21. O maior número de views por dia foi alcançado em 31 de janeiro, com 2.349.710 (um aumento de 120% se comparado com 25 de janeiro). Já no dia em que foi eliminado, em 16 de março, Projota teve 600.754 views no YouTube, uma queda de 44%, se comparado aos números exibidos na estreia do reality da Globo.

Isso não inquieta vocês?

Viram o aumento das visualizações de Israel & Rodolffo? Em 25 de janeiro, data de estreia do reality, eles tiveram pouco mais de 190 mil views no YouTube. E, veja bem, era um dia em que telespectadores do País todo começavam a prestar atenção nos participantes do BBB 21 e, portanto, era uma data com uma procura maior do que o normal nos vídeos deles.

Saltemos para o dia 5 de abril, segunda-feira, quando o assunto do cabelo de João Luiz ganhou um novo capítulo, no momento em que o professor de geografia tratou do ocorrido durante o programa, as visualizações no YouTube dos vídeos da dupla Israel & Rodolffo quase beirou os 4 milhões de views.

Isso significa que os vídeos da dupla passaram a ser vistos 1961% mais em 24 horas, entende?

Ao comparar os cabelos de João Luiz com a peruca de um homem das cavernas, Rodolffo provocou uma discussão tamanha aqui fora que levou o apresentador Tiago Leifert a bater um papo com os confinados para deixar claro os motivos pelos quais João e outras milhões de pessoas se sentiram ofendidas pela fala do sertanejo.

Esse mesmo Rodolffo, é bom lembrar, já havia feito comentários considerados homofóbicos para Fiuk e homens que vestiam saia.

Ver as atitudes na casa, a reação das pessoas nas redes sociais e dar de cara com esses números crescentes de plays e streams me inquieta demais. É só comigo? Tem mais alguém aí?

Por isso, pergunto a ouvintes, fãs de BBB, gente do mercado da música, críticos e jornalistas:

Por que, diante do cenário todo, com as acusações de racismo, homofobia e a consequente eliminação no BBB 21, Rodolffo se tornou imbatível em números de visualizações e plays nas plataformas digitais, enquanto outros artistas como Projota e Karol Conká, também "cancelados", não conseguem voltar a ter os números de visualizações que tinham no início do programa?

Algo parece estar quebrado na máquina que é a indústria da música, não é?

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL