PUBLICIDADE
Topo

Receba os novos posts desta coluna no seu e-mail

Email inválido
Seu cadastro foi concluído!
reinaldo-azevedo

Reinaldo Azevedo

mauricio-stycer

Mauricio Stycer

josias-de-souza

Josias de Souza

jamil-chade

Jamil Chade

Marcelle Carvalho

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Juma acolhe Muda, a responsável pela morte de Maria Marruá, em 'Pantanal'

Juma e Muda passarão a ter uma relação de irmãs, o que fará a forasteira desistir de matar a filha da mulher onça, em "Pantanal" - João Miguel Jr/Divulgação/TV Globo
Juma e Muda passarão a ter uma relação de irmãs, o que fará a forasteira desistir de matar a filha da mulher onça, em 'Pantanal' Imagem: João Miguel Jr/Divulgação/TV Globo
Conteúdo exclusivo para assinantes
Marcelle Carvalho

Marcelle Carvalho é jornalista que cobre, há duas décadas, o universo da televisão. Suas maiores paixões são novelas e séries, que serão abordadas aqui a partir da visão de quem vê e de quem faz.

Colunista do UOL

11/04/2022 04h00

As atrizes Alanis Guillen e Bella Campos, intérpretes de Juma e Muda, respectivamente, fazem cara de poucos amigos para deixar claro que as personagens não estarão para brincadeira, em "Pantanal". Na segunda fase do remake, no ar na terça-feira (12), as jovens passarão a viver sozinhas na tapera, após a morte de Maria Marruá (Juliana Paes), em cena prevista para quarta-feira (13). O que a filha da mulher onça não vai imaginar é que estará convivendo com a responsável pela morte de Maria e, em breve, poderá ter o mesmo destino de sua mãe.

Na novela, Muda, ou melhor, Rute vai para o Pantanal a fim de vingar a morte de seu pai, assassinado por Gil (Enrique Diaz), quando ela era uma criança. Ao chegar à tapera das Marruá, fingindo estar perdida, Maria a receberá com a arma na mão. Como a desconhecida não dirá uma palavra, mãe e filha a chamarão de Muda. Com pena, Juma convencerá a mãe a não fazer mal à moça, e ainda acolherá a forasteira. Maria, a contragosto, acatará o pedido da filha. Pouco tempo depois, a Marruá mãe acabará morrendo pelas mãos do jagunço contratado pela desconhecida.

Mesmo sentindo pena de Juma, a forasteira continuará com o desejo de dizimar a família do matador de seu pai. Porém, a convivência com a filha de Maria vai fazer com o ódio se transforme em carinho. Para Bella Campos será o momento de florescimento de Muda.

O afeto da Juma mexe muito com Muda, que floresce no decorrer da história. Ela nunca conseguiu enxergar afetos positivos na vida, cresce com sentimentos de tristeza, de raiva. Quando chega ao Pantanal, se identifica com a Juma", analisa a atriz.