PUBLICIDADE
Topo

Chico Barney

Ninguém é insubstituível na Globo, só os cavalinhos do Fantástico

 Alex Escobar substituiu Tadeu Schmidt no comando dos Gols do Fantástico - Grupo CARAS
Alex Escobar substituiu Tadeu Schmidt no comando dos Gols do Fantástico Imagem: Grupo CARAS
Chico Barney

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002

Colunista do UOL

18/10/2021 14h26Atualizada em 18/10/2021 17h52

A força dos cavalinhos é tão eloquente que ninguém queria saber quem herdaria os Gols do Fantástico, tradicional bloco de esportes do dominical da Globo. A grande questão, quando Tadeu Schmidt foi anunciado como novo apresentador do BBB, era saber quem herdaria os fantoches.

Os equinos de espuma não costumavam dar as caras quando o titular estava de folga ou férias. Pareciam indissociáveis, um trabalho quase autoral. Tanto que em um primeiro momento, houve quem especulasse que migrariam com o substituto de Tiago Leifert para o Big Brother.

Mas a ideia de criar uma sucessão para o cargo de jóquei dos simpáticos mascotes tem tudo a ver com o atual momento da Globo. Até pouco tempo atrás, quem poderia imaginar que o Domingão se tornaria uma faixa de programação, em vez de um projeto com começo, meio e fim do Fausto Silva? Ou mesmo um Caldeirão sem Luciano Huck?

"Vão-se os anéis, ficam os dedos", dizia o filósofo. A emissora entende que hoje precisa manter a previsibilidade estrutural da sua grade, com elementos bem definidos que possam ser preenchidos por pessoas diferentes conforme as necessidades do tempo e espaço.

Ou seja, ninguém é insubstituível na Globo de hoje em dia —tirando os cavalinhos do Fantástico, claro. Tudo indica que servirão como legado duradouro da abordagem editorial que Tadeu implementou na cobertura esportiva.

Alex Escobar tem os predicados para manter tom e linguagem, além de acrescentar seu repertório ao popular segmento.

Voltamos a qualquer momento com novas informações.