PUBLICIDADE
Topo

Aline Ramos

BBB 21 tenta corrigir erro do passado com votação por imunidade

Reprodução / TV Globo
Imagem: Reprodução / TV Globo
Aline Ramos

Aline Ramos é jornalista, mas tá mais pra palpiteira, por isso cria conteúdo na internet desde 2014. Você com certeza já fez algum teste dela no BuzzFeed, onde foi redatora por dois anos. É especialista em diversidade e dá consultoria para marcas em temas como raça e gênero. Mas o que ama mesmo é escrever sobre entretenimento e dar opinião sobre tudo, se bobear até sobre a sua vida.

Colunista do UOL

20/01/2021 08h24

O elenco escolhido para o BBB 21 tem tudo para render um ótimo programa e 100 dias do mais puro suco do entretenimento. Entre os anônimos, há figuras curiosas, clichês e excêntricas. Porém, o que mais tem chamado atenção são os famosos escalados para o reality.

Para este ano, o programa apostou em famosos muito mais conhecidos pelo público. Um exemplo é o cantor Projota, que já se apresentou em festas do próprio BBB nas edições 17 e 20. Além do rapper, o time do Camarote também tem Karol Conká e Fiuk, figuras que dificilmente serão desconhecidas para quem estiver dentro da casa.

Num primeiro momento, a fama pode assustar - e muito - os anônimos que estão na Pipoca. Na edição passada Tiago Leifert teve que fazer o papel de coach em diversas ocasiões para amenizar a sensação de que o Camarote tinha vantagens.

Nesta edição, parece que a produção do programa já se precaveu ao criar uma dinâmica para tentar atenuar o efeito da presença de famosos na casa. Logo após o anúncio do elenco, uma votação foi aberta ao público para escolher seis participantes - três do Camarote e três da Pipoca - para ganhar imunidade na primeira semana na casa.

Obviamente, essa é uma interferência externa que vai ditar muita coisa no primeiro mês do reality. O grupo de seis participantes imunizados vai iniciar a disputa sabendo que já conta com a simpatia dos telespectadores. Porém, essa é uma forma de mostrar para os anônimos que o público também está prestando atenção neles, assim como nos famosos.

Ainda não dá para saber se essa estratégia vai dar certo ou não. O que dá para saber é que vai ser difícil convencer algum anônimo de que ele tem as mesmas chances que o filho do Fábio Jr.